Início » GAMER » Emulação de Nintendo 3DS em smartphones finalmente se torna uma realidade

Emulação de Nintendo 3DS em smartphones finalmente se torna uma realidade

Emuladores de vídeo-games sempre foram extremamente populares entre os jovens, uma vez que possibilitou a muitos deles terem experiências que o seu orçamento talvez não pudesse pagar. Após ganharem dominarem a preferência nos desktops por anos, a chegada dos mesmo ao mundo móvel foi muito bem recebida, principalmente no que se refere a emulação dos portáteis munidos de telas touch, devido a adaptabilidade aos recursos de um smartphone.

Deste modo, emuladores de Nintendo DS que por muito tempo reinaram na playstore devem começar a dar espaço ao sucessor, visto que o Nintendo 3DS agora também conta com uma solução do gênero. Mesmo estando ainda em estagio experimental, o emulador Citra abre portas para emulação do mais recente console portátil da Nintendo.

Conhecendo a novidade

Provavelmente você deve estar se perguntando quão bem funciona a plataforma, e bom, para um estagio inicial, o resultado é bastante satisfatório. Existem certos games onde o usuário terá de lidar com travamentos e encerramentos inesperados, enquanto outros não serão nem mesmo capazes de ultrapassar certas animações sem fecharem abruptamente, contudo, existem sim, alguns games que rodam perfeitamente do inicio ao fim.

Visto que existe ainda um grande trabalho de otimização pela frente, não espere encontrar muitas opções de jogos disponíveis. Com um certo conhecimento de encriptação e um exemplar desbloqueado, é possível para qualquer usuário fazer o port pessoalmente, ainda que não exista uma garantia de que irá funcionar perfeitamente.

Outro ponto relevante a se colocar está sobre o processamento: o requisito minimo para ter uma experiência aceitável é possuir um processador Qualcomm Snapdragon 845 ou superior. Ou seja, apenas topos de linha aqui.

Vale lembrar que o emulador não é uma ferramenta oficial. Deste modo, o seu desenvolvimento está unica e exclusivamente ligado ao interesse e empenho do seu desenvolvedor, que até o momento atual, não oferece suporte aos dispositivos do mercado, mesmo tendo declarado seus planos para isto.

Ainda assim, a possibilidade de emular mais um dos grandes hardwares da Nintendo não deixa de ser animadora para muitos, fazendo com que o surgimento de uma solução funcional mostre que este futuro não está nada distante.

Fonte.

Sobre André Portella

Estudante de TI, viciado em música, adorador de tecnologia e games.
%d blogueiros gostam disto: