O futuro da computação móvel pode girar em torno do ambicioso projeto da Microsoft

E todas as peças do quebra-cabeça parecem estar se encaixando ao passo que novos detalhes surgem sobre as novidades que a Microsoft tem trabalhado internamente para o mercado móvel. Mesmo sem confirmações oficiais, a companhia continua afirmando veementemente que os esforços voltados para a mobilidade não foram cessados.

Em um vídeo que mostrava a sua visão para o futuro, foi demonstrado um dispositivo modular que tinha a capacidade de unir computação em alto nível a mobilidade que conhecemos. Será este tipo de experiência que poderemos esperar para os próximos dispositivos da companhia?

Antes de tudo, é preciso atentar-se ao que foi dito pela empresa: “Não lançaremos outro dispositivo que alguém já fez. Não estamos falando de mais um aparelho similar aos Lumias com Windows 10. O novo projeto da Microsoft não tem ambições de concorrer com Android e iOS pelo mercado convencional, e sim abrir a porta para uma nova categoria onde o conceito de mobilidade e computação passaram a andar de forma ainda mais próxima, ao oferecer verdadeiros computadores portáteis.

[gallery link="file" size="medium" ids="51386,51385,51384"]

Sabendo da força dos seus 2-em-1, nada seria mais indicado que alinhar a marca a novidade. Contudo, Surface não é mais só uma marca, mas também um conceito, e era preciso adequar as propostas de forma condizente.

Basta olhar em volta e veremos o avanço da modularidade prática e a grande aceitação aos phablets. Unindo estes pontos ao recém anunciado suporte do Windows 10 aos processadores ARM, podemos dizer que a companhia está com a faca e o queijo para colocar em pratica os seus planos, que podem ter sido desenhados através das últimas patentes registradas. Estamos falando de híbrido entre tablet-smartphone, que poderia funcionar como um laptop de bolso a partir da conexão de um teclado, assim como os demais modelos da linha Surface.

Mas o que esperar desse dispositivo? Como será possível renovar a categoria móvel? estes tem sido as maiores dúvidas em torno do misterioso projeto. Uma serie de tendencias e oportunidades parecem estar pavimentando o caminho para este futuro, que desenha-se em torno de uma base bem estruturada da Microsoft.

Sobre André Portella

Estudante de TI, viciado em música, adorador de tecnologia e games.