Início » Meu-iOS » 10 anos de iPhone: conheça a trajetória do smartphone que revolucionou o mercado

10 anos de iPhone: conheça a trajetória do smartphone que revolucionou o mercado

Pode parecer que foi ontem, mas a 10 anos atrás, o já falecido Steve Jobs apresentava o primeiro iPhone ao mundo. Gostando ou não do dispositivo da Apple, se você tem um smartphone como conhecemos hoje, muito deve-se ao milenar lançamento da companhia. Descrito no inicio como um dispositivo “3 em 1”, a maça vendia o pequeno dispositivo como “Um iPod widescreen com controles sensíveis ao toque, um revolucionário telefone celular e um avançado dispositivo de comunicação via Internet”, ainda que o modelo fizesse muito mais que isso. Servindo como um simbolo para esta industria, o modelo passou por diversas alterações ao decorrer dos seus lançamentos e que até hoje acabam por ditar muito do que veremos nos seus próximos concorrentes. Vamos ver o que a Apple preparou ao longo desses anos:

iPhone (2007)

Se por um lado o primeiro modelo parece totalmente diferente do que conhecemos hoje, por outro é extremamente similar. Isso porque, mesmo muito mais gordinho e arredondado, a conhecida parte frontal com o botão circular é um detalhe de design mantido até hoje como algo que identifica a linha. Com apenas 3,5 polegadas, grandes empresas como a Microsoft caçoaram do dispositivo, por ser “grande demais” para os padrões oferecidos naquela época. Sem um teclado físico e uma tela touch que tomava grande parte do seu painel, o primeiro modelo a trazer uma disposição completa de aplicativos por grade e sem gavetas revolucionou o mercado que conhecemos hoje, mesmo sem trazer conexão 3G (apenas Wi-fi) e uma loja de apps até então.

iPhone 3G (2008)

Com um design mais refinado e que já apresentava colorações que hoje são destaque (alô, Jet Black?), este modelo ainda trazia um corpo em policarbonato ainda mais arredondado e curvo. O que mudou o jogo aqui foi ela: a App Store. A primeira loja oficial de aplicativos no formato moderno deu a oportunidade a qualquer desenvolvedor a produzir um app e disponibiliza-lo para os usuários dos iDevices, isso é claro, se seguissem os rigorosos padrões de qualidade impostos pela maçã. Trazendo já como destaque no seu nome, o 3G e GPS trouxeram o real sentido de modularidade ao mercado de smartphones, que ainda engatinhava.

iPhone 3GS (2009)

Sendo essencialmente uma atualização do modelo anterior, esse foi o primeiro modelo com a usar a nomenclatura “S”, mantida até hoje. Deste então começou a saga de lançamentos acompanhados de pequenos upgrades a cada 2 anos, o que de certa forma contribuiu para que a empresa perdesse um pouco do seu impeto de inovação nos últimos tempos. Com um processador mais potente e uma resolução superior a atualização do modelo anterior finalmente trouxe a opção de copiar e colar.

iPhone 4 (2010)

O primeiro idevice com um corpo a trazer metal na lateral e vidro na traseira, a companhia felizmente abandonou o design curvo e adotou um corpo triangular com bordas retas, que acabou virando um padrão nos anos seguintes. A  inovação aqui fica por conta da primeira tela com a tecnologia Retina Display, que juntou-se a adição de uma câmera frontal para oferecer chamadas de vídeo via FaceTime. O dispositivo também trouxe ao mundo o iOS 4, que apresentou a capacidade de multitarefas para os smartphones modernos. Aqui iniciou-se a saga da Apple para trazer um smartphone cada vez mais fino para o mercado, sendo esse o slogan usado para vender este aparelho.

iPhone 4S (2011)

Seguindo a tendência, chega mais um “S” a família, reciclando o design e trazendo mudanças por baixo do capô. A quinta geração do smartphone da Apple atualizou sua câmera traseira para 8 megapixels, atualizou o seu processador e redesenhou as suas antenas de sinal para solucionar os problemas do seu antecessor. O primeiro aparelho a trazer a assistente virtual Siri teve seu lançamento no dia 8 de outubro e foi inicialmente ofuscado pelas noticias da morte de Steve Jobs. Ainda assim, conseguiu um grande alcance, sendo visto até hoje nas ruas pelo Brasil.

iPhone 5 (2012)

Ainda mais bonito e fino, o novo iPhone inaugurava o design levemente alterado, mas que funcionava muito melhor em um contexto final. Figurando como o primeiro modelo a trazer uma tela maior, as 4 polegadas do iPhone 5 sem dúvidas levou os fãs da marca a loucura. Aqui também foi introduzida a entrada reversível Lightning, que traz boa parte das novidades que os seus concorrentes só foram conhecer hoje com o USB type-C.

iPhone 5C (2013)

Em 2013 a Apple revelou pela primeira vez dois smartphones em uma mesma geração. Com o objetivo de ser uma versão “mais acessível”, o 5c trouxe de volta um corpo em policarbonato e as mesmas especificações do iPhone 5, com leves atualizações na câmera e bateria. Não sendo tão barato assim quanto o esperado, o grande destaque do modelo sem dúvidas estava nas diversas cores chamativas oferecidas, oferecendo um design mais jovial que diferenciava-se do padrão mantido pela empresa.

iPhone 5S (2013)

Junto ao modelo mais simplório, o 5S chegou com exatamente o mesmo design do seu antecessor, porém com uma nova coloração dourada que acabou por ser um grande destaque para as vendas (acredite ou não). A unica forma de diferenciar o iPhone 5s do 5 esta no botão home que abandonou o simbolo padrão e ganhou uma borda em metal para melhorar o novíssimo leitor de digitais e o flash duplo em dois tons adicionado a câmera traseira. O novo dispositivo adotou o primeiro processador 64 bits para smartphones do mercado, tornando-o capaz de rodar de forma plena o novo iOS 7, mesmo com seu novo design mais vivo, flat, minimalista e cheio de efeitos e animações.

iPhone 6 e 6 Plus (2014)

Nesta geração a Apple trouxe novamente dois dispositivos, porém de uma forma diferente. São duas variantes do mesmo modelo, trazendo o mesmo design, porém com câmeras e tamanhos diferentes. Sendo a segunda vez que a Apple altera o tamanho dos displays dos seus smartphones, agora são 4.7 polegadas para o modelo convencional e 5.5 polegadas para o a variante Plus, inserindo pela primeira vez a empresa no mundo dos phablets. Com alterações de design em seu corpo de alumínio o aparelho traz novamente um design arredondado, um processador melhorado, assim como câmeras com novas lentes e maior abertura (mantendo a mesma resolução). Duas grandes criticas surgiram com o NFC adicionado e que só serve para o sistema de pagamentos da empresa, assim como a frágil liga de alumínio colocada pela Apple, que fazia o modelo maior entortar (o caso conhecido como “bendgate”).

iPhone 6S e 6S Plus (2015)

Mais um modelo S e com um mesmo design, começou a apresentar os problemas deste sistema de lançamentos. É totalmente impossível diferenciar os modelos de 2014 e 2015 caso não seja observado o pequeno “s” na sua traseira. Resolvendo o problema da sua carcaça com uma nova liga de alumínio reforçada, o dispositivo traz um processador atualizado e câmeras de maior resolução (finalmente), que entregam 12 megapixels na traseira e 5 na câmera frontal. A grande novidade do novo aparelho ficou por conta do novo display que suportava a tecnologia 3D Touch, trazendo vários truques que combinam hardware e software para oferecer diversos truques que de fato melhoram e muito a experiência do usuário com o sistema, assim como oferece funções divertidas como as live photos.

iPhone SE (2016)

Uma surpresa apresentada pela empresa no ano passado foi este, que é de fato um Frankenstein no portfólio da Apple. Trazendo de voltar e-x-a-t-a-m-e-n-t-e a mesma carcaça do iPhone 5s, o aparelho traz a câmera traseira e processador do iPhone 6S e a câmera frontal do iPhone 6, em uma tela de 4 polegadas novamente. Lançado como uma opção para os usuários que preferem um smartphone compacto, o pequeno modelo obteve maior exito que a versão 5c em ser “acessível”, custando $399. Um detalhe importante é que este é o único modelo da empresa que não carrega o nome “Plus” que é elogiado pela sua autonomia de bateria.

iPhone 7 e 7 Plus (2016)

Chegando aos dias de hoje, damos de cara com o quase tão recente modelo apresentado pela maçã e que até o então divide opiniões mundo afora. Saindo do padrão, este não é um modelo da linha “S”, mas traz apenas poucas alterações de design em relação ao seu antecessor, que estão principalmente na posição das câmeras e das antenas de sinal. Abandonando o botão físico por um sensor capacitivo, aumentando a bateria, melhorando o processador e adicionando resistência a água, o dispositivo é sim um conjunto do que a de melhor no mundo móvel, mas que não impressiona. O grande destaque do modelo fica apenas para variante plus, que traz um conjunto com duas câmeras para proporcionar um zoom ótico de 2x e truques de câmera interessantes como o modo retrato. Polêmica não poderia faltar, e nessa geração fica por conta da remoção da entrada de 3.5mm para fones de ouvidos, que não foi bem vista pelo mercado. Segundo o famoso portal The Verge “A Apple chama de ‘coragem’ críticos chamam de arrogância”.

O que esperar do próximo iPhone?

Desde o primeiro modelo, o mundo todo para a cada apresentação de um novo iPhone. Muitos rumores falam sobre o próximo grande modelo da linha, que provavelmente trará algo em especial em comemoração ao seus 10 anos. Muito foi especulado, apesar de nada estar confirmado: deverão ser 3 modelos, com mais memória RAM  e assumindo uma frontal totalmente tomada por tela, abandonando totalmente o botão home, aumentando assim o display sem aumentar o tamanho total do dispositivo. Até o momento só temos certeza de que a haverão melhorias de câmera e processamento, como habitual. Sem dúvidas, deveremos conhecer o modelo em setembro deste ano.

Fonte.

Sobre Deco Portella

Caseiro, estudante de TI, viciado em música, adorador de tecnologia e games.
  • Dan

    3gs era tão foda, na epoca quase ng tinha telefone touch e todos ficavam tipo :O

  • Batíma

    Meu próximo cel so sera um iphone por nao gostar de celular grande como os android hoje então pegarei o iphone SE

  • Leonardo Rubint

    Tenho um iPhone 3GS até hj em casa

  • Leonardo Rubint

    Poderiam pular direto para o 10

  • Leonardo Rubint

    Esse ano promete muito : Surface Phone, iPhone 8 ( ou 7S , sei lá ) e Galaxy S8…

  • Brancaleone

    Aparelho fantástico!
    Não tenho um e nem tenho pretensão de comprar um dia, mas impossível não reconhecer que trata-se de um produto que, como poucos, é verdadeiramente revolucionário, daqueles que mudam até a maneira de ser de toda uma civilização.

  • Leonardo Rubint

    Milenar…kkkkk cada coisa que eu sou vejo nessa vida huehuehuehue

  • Jaime Jr

    Milenar?

  • AnumPreto

    Onde cabe milenar para algo lançado há 10 anos atrás!!!??? huehuehuehuehuehhue. Mancada da boa.