5 Piores lançamentos de todos os tempos da Apple

Quase um sinônimo de qualidade e inovação a algum tempo atrás, hoje uma das únicas marcas que obtêm de seus fãs uma devoção quase que religiosa, já não é mais considerada “a prova de críticas”. A Apple, que já foi escolha unanime nas vendas de dispositivos high-end, hoje vem sendo criticada por falta de criatividade e propostas consideradas inapropriadas em seu custo benefício.

É verdade que a sua linha de smartphones ao longo dos anos construiu o conceito de “smartphone de luxo”, mas é fato que alguns erros vieram provar que nem mesmo a maçã pode pisar feio na bola.

Newton

Mesmo que não possa ser considerado exatamente um smartphone, o Newton é provavelmente um predecessor mal sucedido do que viriam a ser iPhones e iPads no futuro. Com uma proposta muito interessante, a Apple apresentou um dispositivo capaz de gerenciar compromissos em uma agenda, armazenar contatos e fazer anotações, mas na prática não era bem assim.

Com uma tela touch resistiva, a promessa de traduzir a escrita a mão em texto digital era extremamente falha e chegou até mesmo a virar chacota em um episódio dos Simpsons.

iPhone 4

Lançado com um design renovado para a época, o primeiro iPhone em corpo metálico tinha tudo pra ser totalmente bem sucedido se não fosse um problema crítico: dependendo da forma que fosse segurado, a sua construção fazia com que o usuário bloqueasse a qualidade do sinal, necessita indo assim de certos cuidados no seu manuseio dependendo da atividade desempenhada.

Conhecida como “antennagate“, esta falha fez com que o iPhone 4s viesse com aquelas linhas brancas para acomodar as antenas, presente ainda hoje em modelos mais atuais.

iPhone 6 Plus

Do mesmo modo que o modelo anteriormente citado, a Apple não teve uma boa experiência ao buscar renovar o seu design da sua linha de smartphones.

Como primeiro iPhone categorizado phablet, o iPhone 6 Plus demonstrava a inexperiência da companhia neste seguimento, uma vez que provou-se capaz de entortar-se sem muito esforço nos bolsos e punhos dos seus utilizadores. Como sempre, a linha S veio no ano seguinte com uma liga de metal reforçada para tentar encobrir a situação, que por sua vez foi conhecida como “bendgate“.

iPhone 5c

Até os dias de hoje a ideia de um smartphone acessível produzido pela Apple ainda é um sonho para muitos usuários. Esta era a promessa do iPhone 5c, que fazia uso de uma temática jovial com sua linha multicolorida produzida em um corpo de policarbonato que supostamente deveria torna-lo mais barato… ao menos no papel. De fato não custava tanto quanto o modelo principal lançado no mesmo ano, mas certamente acessível não era o termo correto para denomina-lo.

iPhone 3G

Se você é um entusiasta da marca provavelmente deve ter se espantando ao ver o consagrado iPhone 3G nesta lista. Bom, é uma reação compreensível, a não ser que você faça do infortuno grupo que enfrentou o “crackgate“. A falha que também assombrou donos do iPod Nano, consistia em uma grande rachadura bem no cetro do corpo do dispositivo que podia surgir a qualquer pressão fora do comum.

“Descoroando”o rei

Com uma legião de fãs apaixonados e prontos para defende-la, é preciso estar certo ao apontar erros para a maçã. Felizmente, para o bem da competitividade saudável, estas falha no histórico da companhia vem para mostrar que até mesmo as maiores e mais consagradas do ramo precisam manter-se atentas para garantir lançamentos decentes, assim como pensar bem ao apostar em uma estrategia nova.

Ainda que os mais fanáticos queiram ver a sua marca favorita sempre topo, falhas são oportunidades para a concorrência, e concorrência é bom para o consumidor!

Sobre André Portella

Estudante de TI, viciado em música, adorador de tecnologia e games.