A Morte do Windows Phone: Possível ou não?

windows phone

Hoje, 30 de junho,  a internet foi bombardeada com um rumor, que aponta que a Microsoft planeja acabar com o Windows Phone, o que tem criado um agito na comunidade e  feito com que diversos usuários ficassem apreensivos.

Analisamos o rumor, de cara vemos uma fonte gringa que já não tem tanta credibilidade se baseando em um “rumor” trazido por um usuário pouco conhecido no twitter, o que me espanta de tantas pessoas terem levado isso a serio. O rumor diz que a Microsoft estaria abdicando do Windows Phone para se dedicar aos seus apps nas plataformas rivais e que em troca receber alguns serviços do GOOGLE (serviços de localização, videos, propagandas) nativamente no Windows.

Porque isso não faz sentido algum? primeiramente, todos nos sabemos que a Google e a Microsoft não tem uma boa realação. Tomar essa decisão, seria dar adeus ao Bing, cujo hoje mesmo foi apontado pela empresa de Redmond com um serviço sustentável multi-milionário. Hoje o Bing, corresponde a 20% das buscas e diferente do seu passado onde chegada a ser um setor prejudicial para a Microsoft, hoje lucra e já ameaça o Google. E mais, ele é um serviço vital para o futuro do Windows, uma vez que a Cortana (principal chamariz dos últimos tempos) depende dele. Com o Bing na jogada, é fácil afirmar que nada que esse possível acordo oferece beneficia a empresa liderada por Nadella.


Voltando ao Windows Phone, é só pensar um pouco. A Microsoft não tem o costume de abandonar seus produtos, pelo contrário, ela é conhecida por persistir e muda-los até que eles produzam frutos. Assim, foi com o Xbox, um setor que era prejudicial e hoje briga pela liderança do mercado, assim foi o já citado Bing e a sua volta por cima, e não a porque achar que será diferente com o Windows em Smartphones. Tenham certeza de que a empresa de Bill Gates não investiu U$ 8 Bilhões na Nokia para joga-la fora, e não só isso, todo dinheiro gasto no marketing e na produção do sistema que veio bem antes disso! Podem esperar que as mais diversas empreitadas, o sistema poderá adquirir diversas faces até cair na aceitação no publico, mas não acabará assim tão fácil.

Buscando seu Lugar ao Sol

Olhando os últimos relatórios do Kantar podemos notar que o Windows Phone continua crescendo aos poucos, já tendo conquistado cerca de 10% ou mais de participação em vários países importantes. A Apple também tem visto resultados dos seus novos iPhones e consequentemente o Android, que vinha em uma subida desenfreável até o ano passado, começa a mostrar declínio em seu número de participação. Nesse impulso, o sistema já tem boas perspectivas até o fim do ano, mesmo que o lançamento do Windows 10 tenha a provabilidade de chegar apenas no terceiro trimestre. Porque parar agora, quando tudo está finalmente dando certo?

Marketshare 30/06 Windows Phone

A Microsoft, que hoje domina o mercado de computadores e ainda assim, sabe que o mercado mobile é o futuro, o que logo se reflete na filosofia de Nadella que diz “Cloud first, Mobile first”. Com a acensão continua desse mercado e cada vez menos vendas no mercado de desktop, com toda a certeza o time da MS não planeja ficar de fora dessa área, que um dia pode vir a substituir a área onde atua o carro chefe da empresa (Windows Desktop). A única certeza que temos é que nada é impossível, o futuro é impressível, mas que o sistema que adoramos não vai embora tão cedo, não sem uma boa briga.

Fontes: WinBeta

Sobre André Portella

Estudante de TI, viciado em música, adorador de tecnologia e games.