Android 11 revela suas novidades nesta prévia para desenvolvedores

O Google já está se preparando para anunciar oficialmente ao público o Android 11, que vai ser a versão a ser trabalhada pela empresa nesse ano de 2020, principalmente nos topos de linha do segundo semestre.

Recentemente, a nova versão do sistema começou a ser disponibilizado em sua versão para desenvolvedores, fazendo com que seja possível experimentar algumas implementações já previamente pela empresa.

Entretanto, essa novidade ainda é de acesso limitado, só podendo ser usada nos aparelhos Pixel 2, 2 XL, 3, 3 XL, 3a, 3a XL, 4 e 4 XL, que são os modelos desenvolvidos pela gigante das buscas e que por serem versões mais recentes e que cumprem os requisitos mínimos acabam sendo prioritários nos testes iniciais.

O download

Como essa versão ainda não é oficialmente distribuída pelo Google via OTA automaticamente, vai ser preciso fazer a instalação manual, sendo necessário baixar as imagens de fábrica através deste link e também os arquivos OTA aqui.

Vale lembrar que esse processo exige um conhecimento um pouco mais avançado de uso, além desse teste inicial fazer com que alguns recursos do celular não funcionem como o esperado, o que é normal nesse tipo de processo.

Outro conselho a ser dado diz respeito ao celular escolhido para a instalação, pois só é indicado fazer isso com um celular que não é utilizado como pessoal visto que os dados presentes nele podem se perder inesperadamente devido a presença de bugs.

Cronograma de liberação

Para quem quer saber a data de disponibilidade de cada fase do processo de update do Android 11, basta olhar o calendário abaixo:

5G é prioridade!

O Android 11 vai ser focado em dar grandes aprimoramentos na usabilidade do 5G, já que a maior parte das fabricantes já estão realizando o lançamento dos seus aparelhos com compatibilidade a essa nova conexão.

Com isso, o sistema vai receber uma série de APIs novas para que os usuários possam usufruir da baixa latência presente nesse tipo de conexão para ter um uso ainda mais aprimorado do que o 5G pode oferecer.

Assim, quando a tecnologia estiver disponível, vai ser possível usar o máximo que ela proporciona, permitindo o uso de dados para ter mais qualidade e alta resolução, ajudando até mesmo os desenvolvedores a saberem quais operadoras estão conseguindo aproveitar melhor esse novo sinal.

Esta melhoria também engloba o WiFi, mas para esse tipo de conexão são necessários menos dados específicos, fazendo com que o uso se enquadre mais na absorção máxima de velocidade.

Modo escuro aprimorado

Com diversas fabricantes no mercado, saber adaptar o sistema aos diferentes formatos a serem usados pelas empresas passou a ser uma necessidade pois, além dos formatos de entalhe que davam dor de cabeça aos desenvolvedores nas gerações anteriores, agora foi preciso aplicar APIs para ajustar o Android 11 a telas em formato cascata, pinhole etc.

E para quem curte a opção de captura de tela presente no iOS e que esteve disponível por um tempo no sistema do Google, já pode comemorar. Finalmente o recurso está de volta ao Android e pode ser usado por meio de um atalho de configurações rápidas.

Para quem curte o modo escuro, ele vai continuar ativo, e vai ser possível ajusta a hora em que ele entra em ação automaticamente. Por exemplo, se a noite começa a partir das 18h, essa função vai ser acionada sem qualquer tipo de comando adicional. E quando o sol nascer novamente, ele volta ao modo normal.

Permissões e notificações

Agora as permissões de uso de recursos do celular, como local, câmera e microfone, estão mais detalhadas, sendo necessário autorizar o uso apenas uma vez, enquanto estiver usando o app ou simplesmente negar esse acesso.

Para os aplicativos disponibilizados na Play Store, vai ser possível ter acesso a essa nova opção a partir de 3 de agosto, mas todos os outros também terão essa configuração presente para que o usuário permita da forma que escolher em 2 de novembro.

Para quem não gosta de abrir mão de se comunicar em nenhum momento, agora o Google vai permitir o uso de uma aba para manter somente as conversas que já estão em andamento. Além disso, todos os aplicativos permitirão notificações em forma de bolha, como já é usado há anos pelo Facebook Messenger, deixando muito mais fácil controlar as conversas que precisam estar sempre à vista.

Obviamente que o Google deve aplicar outras novidades daqui a um tempo, mas esses recursos já presentes dão uma noção de tudo que vai ser possível fazer no Android 11, conseguindo dar um bom equilíbrio entre segurança e funcionalidades.

Fonte: GSM Arena.

Sobre Jucyber

Só uma garota apaixonada por tecnologia, mundo nerd, ficção científica e carros. CEO e criadora de conteúdo do TECNOAGE, Redatora no TudoCelular e freela aqui no Meu Smartphone quando solicitada.