Assistentes virtuais não tem nenhuma utilidade? Essa notícia mudará sua ideia imediatamente

Já pensou ter a sua vida salva por um smartphone? Bom, você provavelmente sabe que pelo menos uma vez por ano surge alguma história onde um aparelho do tipo acaba salvando alguém em uma situação de vida ou morte.

O caso desta vez ocorreu no estado da Flórida, sob o alto-mar na Califórnia, envolvendo diretamente a vida de um pescador local. Enfrentando alto risco, o homem tentou desesperadamente ligar em busca de socorro, falhando na tentativa por conta dos seus dedos molhados irreconhecíveis ao touch do seu iPhone 7. Após lutar para sobreviver a ondas de 5 metros de comprimento e ver o seu barco afundando, o pescador decidiu acionar a assistente de voz da Apple, pois era impossível fazer isso com seus dedos molhados e, assim solicitou uma ligação para a guarda costeira dos Estados Unidos nos instantes.

Call 911” foi o suficiente para que a Siri possibilita-se ao pescador pedir socorro enquanto resistia as ondas estando 6 quilômetros da costa. Logo em seguida, barcos salva-vidas chegaram para resgata-lo, evitando uma tragedia por afogamento ou pelos recorrentes ataques de tubarões no local. Este caso demonstra a relevância de duas tecnologias: assistentes virtuais e resistência a água.

Esta não é a primeira vez que a Siri realiza um feito do tipo. Em junho do ano passado a assistente salvou a vida de um bebe de 1 ano sofrendo complicações respiratórias ao permitir que o pronto-socorro fosse chamado rapidamente por sua mãe, assim como em março deste ano, onde a Siri permitiu a uma criança de 4 anos pedir socorro para a sua mãe, que teve uma parada cardíaca.

Via

Sobre André Portella

Estudante de TI, viciado em música, adorador de tecnologia e games.