Cliente compra smartphone e é taxado em R$ 3.145,00 pela Alfândega

Até o final do ano passado era muito comum ver pessoas importando celulares. No entanto, isso mudou a partir do momento em que lojas mais conhecidas para importação dos mesmos começou a quadruplicar os valores de fretes. Mas será que ainda é vantajoso importar?

Bom! Com o frete muito mais claro, muitas pessoas deixaram de importar, mas isso abriu as portas para vendedores intermediários comercializar os mesmos produtos de fora aqui no país e hoje vemos lojas como Amazon Brasil e Mercado Livre vender celulares Xiaomi, OnePlus como nunca.

Por essas e outras que nós não temos mais recomendado importar celulares, pois além dos frentes caros, o cliente ainda tem de se preocupar com o seu produto passando pela alfândega e ficar preso lá, além das burocracias imposta pelo órgão responsável pela taxação. Foi o que aconteceu recentemente.

Uma pessoa membro do grupo no Facebook de pessoas que possuem celulares da Xiaomi, importou um smartphone e foi taxado em nada mais que R$ 3.145,00 . Veja seu relato:

Um amigo me pediu pra ajudar a comprar um aparelho, Xiaomi Mi 9, primeira importação dele. Como ele sabia que importo constantemente pediu minha ajuda pois queria mudar para os aparelhos internacionais. Não exitei em ajudar, compramos em abril, parou lá e maio, não avisou nada no código e só vimos quando fomos no portal importador, pediu pra comprovar, taxou essa semana.

Segundo a DIT foi declarado em $100, como é do costume declararem.
Enviado para cá, estado do RJ

Desespero bate na porta, perplexo com o valor. Vendedor diz que não pode fazer nada, já que taxação é responsabilidade do cliente (Com certeza, é lei). Pedi revisão de impostos pelos Correios.

Nota de cobrança

Como vocês podem ver, essa é uma das principais razões pelos quais nós não estamos mais recomendando comprar fora do país. Assim, o risco de coisas como esta acontecer é muito grande, ainda mais agora que o índice das importações diminuiu e os fiscais fazem isso manualmente.

O pior de tudo é que o produto fica um tempão lá para ser avaliado quando se é necessário fazer pedido de revisão de tributação.

Sobre Uanderson Conceição

Chief executive officer (CEO) na empresa Meu-Smartphone. Youtuber, adora praticar Downhill Mountain Bike, entusiasta da natureza e acredita soberanamente em Deus.