Comparativo de Apps 2.0 (Android x Windows Phone): 4# Facebook Messenger

É isso ai pessoal, mais uma semana chega e com ela mais um comparativo. Depois de trazer para disputa o app da maior rede social, não dá para considerar uma analise completa se não colocarmos ao seu lado o comparativo das versões do Facebook Messenger, que é praticamente um braço do serviço principal. Depois que a empresa teve a decisão (criticada até hoje) de separar a função em um app próprio é difícil encontrar alguém que tenha o app principal e não este, sendo mais provável o caso contrário.

O app para Windows Phone recebeu inúmeras melhorias nos últimos tempos, com um app totalmente renovado e anos luz a frente da opção anterior, mas ainda assim não foi o suficiente para por a solução em pé de igualdade com a concorrência. Vamos analisar então?

Tela Inicial

Não é preciso um olhar muito atento para notar as notáveis diferenças. São linhas de design que se diferem, até porque tem uma ideia diferente na esquematização da página amostrada. Enquanto a versão para o Android apresenta o novo conceito de “Home” adicionado a pouco tempo ao serviço, a versão para Windows ainda traz a cara padrão focada nos chats e pouco ousada. Ao falarmos da “Home” no Android é preciso lembrar que a tela com as suas últimas conversas recebeu barras deslizantes abaixo, onde você tem acesso rápido a quem está on agora e os contatos que se tem mais frequência, assim como a lista habitual ao deslizar um pouco mais.

Dashboard

Olhar de relance já é o suficiente para notar que a falta de updates no Windows Phone é o suficiente para deixar de fora as novidades mais quentes dos apps e assim acabar não entregando sempre a UI mais atualizada. Todo o capricho da última interface que o messenger adotou ficou de fora no sistema da Microsoft, que sente falta de uma busca inteligente e personalizada, assim como um pouco mais de vida adicionada nos novos ícones e fontes. Ainda assim, o Windows Phone não deve tanto, pois ainda que perca um parte da experiência com a interface, tem quase todas as funções a mão com simplicidade, passos a frente do que se tinha em versões anteriores.

Chamadas

Sem dúvidas, esse é o problema mais criticado entre os usuários da plataforma da Microsoft, e com razão. A versão renovada que chegou a plataforma já está presente a vários meses, mas ainda assim não está presente as ligações vídeo, estando as de voz inclusas em testes fechados para usuários seletos, estacionada por alguns meses. Aparentemente, o desenvolvimento da versão para Windows esta sendo feito de forma extremamente lenta e com baixa prioridade, resultando na infeliz falta de um recurso importante.

Conversas

Primeiramente, o objetivo principal é comprido. Em uma interface bastante similar, temos os chats bem feitos e polidos, em um esquema integrado que realmente passa a mesma sensação da original janela de conversas do website. As diferenças ficam por conta dos ícones e barras, que trazem uma ideia diferente, ainda que tragam praticamente as mesmas funções. Enquanto um segue o padrão do sistema em si (Android), o outro traz ícones minimalistas e vazados, que deixam claro o port do iOS, assim como os indicadores de navegação ao topo.

Contudo, ao analisar as funções apresentadas nesta tela, temos diferenças a se notar. No geral, as principais funções estão lá, tais como tirar uma foto, enviar uma da galeria, gravar um audio, mandar um sticker ou até mesmo a famosa curtida, mas este é o fim das semelhanças. Infelizmente, a versão do Windows 10 Mobile não traz algumas outras funções que viraram destaque no mensageiro, tais como os gifs e os plugins/apps oferecidos através das reticencias, que adicionam um novo e grande leque de possibilidades. Também é importante notar detalhes, como a capacidade de tirar a foto sem perder o olho da conversa no Android.

Perfis de Contatos

Com diretrizes diferentes, o design aqui não se assemelha em nada, mas a proposta é mantida dos dois lados. Em uma lista, as principais funções estão dispostas nas duas versões, mas a lista mais extensa do Android também esconde alguns segredos. Com a possibilidade de criar um chat secreto, por um lembrete compartilhado, iniciar uma conversa de vídeo ou de áudio, temos o destaque claro.

Perfil e Configurações

Assim como destacado acima, um menu mais extenso sempre é sinônimo de funções a mais, ainda que não sejam sempre adições úteis. Não é o caso aqui, onde é possível ver que no sistema da Google temos um QR Code personalizado para acesso ao perfil do contato, controle das famosas e exclusivas chat heads (aquelas bolhas flutuantes), atalho para as conversas secretas e até a possibilidade de transitar entre mais de uma conta.

E esse foi o post da serie de Comparativo de Apps 2.0. Existem uma diversidade muito grande apps que estão presente na nossa plataforma como TwitterTelegram, Spotify, Instagram, Alternativos para o Youtube e cia. Qual app você gostaria que nós fizéssemos? Deixem nos comentários!

1º Episódio: Whataspp

2º Episódio: Facebook

3º Episódio: Groove Music

Sobre André Portella

Estudante de TI, viciado em música, adorador de tecnologia e games.