Comprou um celular usado na OLX e foi intimado pela Polícia

Muitas pessoas usam o site de vendas de produtos usados OLX para adquirir um produto com um preço mais interessante que os praticados diretamente de uma loja oficial. O problema é que muitos já passaram por situações complicadas por comprar nesse site, como foi o caso do nosso seguidor Washington.

Após ter visto o nosso vídeo que falávamos sobre o novo Projeto de Lei que quer tornar Lei que autoridades localizem celulares roubados ou furtados através do IMEI, Washigton nos contou o que aconteceu com ele após ter comprado um smartphone Motorola usado no OLX sem nota fiscal e aparentando ser de boa procedência.

Ano passado, no mês de março eu comprei um aparelho pela OLX aqui em Brasília e fiz a burrice de não pedir a nota fiscal pro “dono” que me disse estar passando necessidades e por isso tava vendendo o aparelho ( Um Moto G6 por R$ 500,00 ). Paguei e utilizei por um tempo. Seis meses depois, chegou uma intimação na minha casa, onde o policial civil que me entregou disse que eu estava sendo suspeito de recepção e furto. Fui na delegacia no dia seguinte, onde levei as cópias das conversas com o “dono” que me vendeu e me liberaram.

Mas antes de sair eu perguntei ao delegado como eles me encontraram minha residência certinho, ele só disse: IMEI, a gente só precisou dele e o seu GPS que estava ativo. Fiquei espantado de como isso já existia e nunca foi divulgado. Não estamos falando de bloqueio e nem de privar funções, é localização exata em tempo real. Sinistro.

A localização de celulares roubados ou furtados através do IMEI já é possível, porém não é lei e, portanto, depende da boa vontade da autoridade junto a operadora fazer a busca e apreensão do objeto furtado ou roubado do seu dono legítimo.

Sobre Uanderson Conceição

Chief executive officer (CEO) na empresa Meu-Smartphone. Youtuber, adora praticar Downhill Mountain Bike, entusiasta da natureza e acredita soberanamente em Deus.