Controladora da TIM e Vivo consideram assumir os negócios da operadora Oi

Já tendo sido dominante em seu seguimento, não é novidade que a operadora de telefonia Oi não anda bem das pernas. Endividada e ultrapassada pelas suas concorrentes na preferência do consumidor, não é de hoje que a companhia vem apostando em diversas promoções em busca de uma recuperação milagrosa.

Deste modo, apostando no fracasso da Oi, a Telefônica Brasil demonstra claro interesse nos ativos da rival, caso estes forem colocados a venda. Executivos da controladora da Vivo e TIM indicaram nessa terça-feira avaliar a compra da operação de telefonia móvel da concorrente.

TIM

Questionado por jornalistas, o Pietro Labriola, presidente-executivo da TIM, indica que a compra deverá ser avaliada de acordo com os benefícios que possa gerar ao grupo, sugerindo que: “Como presidente-executivo de uma operadora de capital aberto, eu tenho o dever de acompanha se isso gera ou não valor para meus acionistas se estes ativos forem colocados à disposição“.

Telefônica Brasil

Já para o presidente-executivo da Telefônica Brasil, Christian Gebara, o principal interesse sobre a transação estaria ligado as frequências da companhia: “Esta decisão vai depender de quais frequências serão leiloadas para o 5G e quais ativos móveis serão colocados à venda … Vamos analisar o panorama completo”. Ainda assim, Gebara e Labriola afirmam que é muito cedo para especular sobre o Leilão 5G previsto para o próximo ano, devido aos testes realizados pela Anatel.

De acordo com o que foi indicado pela Reuters em setembro deste ano, a Oi encontra-se em recuperação judicial, considerando assim a venda dos seus ativos ao fim de evitar insolvência.

O vice-presidente de operações da Oi, Rodrigo Abreu, afirma que a venda da Oi pode ser considerada caso sejam recebidas ofertas interessantes. Além da Telefônica Brasil, o grupo América Móvil (dono da Claro) também demonstrou interesse na operadora.

Via.

Sobre André Portella

Estudante de TI, viciado em música, adorador de tecnologia e games.