DeX Station vai trazer o Continuum para os smartphones da Samsung

Entre os acertos e tropeços da Microsoft no setor mobile, a gigante de software acabou trazendo uma grande novidade ao mercado: o Continuum. Mesmo com a incerteza do sucesso da função no futuro e a necessidade de maturação do seu conceito, podemos perceber que diversas das suas concorrentes tem mostrado interesse em replicar a ideia. Além do confuso e apagado snap/mod do Moto Z que aparentemente tem a mesma proposta, uma das fabricantes que tem mostrado grande interesse é a Samsung, que tem trabalhado em algo mais coeso e próximo ao que os aparelhos com Windows 10 Mobile se mostraram capazes de fazer.

Após vazados slides sobre a novidade, o registro do nome “SAMSUNG DEX” por parte da sul coreana indica que a função pode de fato chegar a um dos seus flagships de 2017. Usando um conceito semelhante a solução da Microsoft, o Samsung DeX utilizará-se de uma conexão via dock para permitir que um smartphone se torne o “coração” de uma experiência desktop completa, através de um monitor e demais periféricos. Sendo o USB tipo-C uma das peças chaves para tornar essa experiência possível, a presença deste conector no novo Galaxy S8 aumenta as possibilidades de vermos isto em funcionamento em breve.

A Samsung descreve a propriedade deste modo:

Aplicação de Software, nomeadamente, para projetar a tela de um dispositivo móvel em apresentações através de dispositivos periféricos de computadores e redes sem fios; Periféricos de computador; Software para comunicações de rede sem fios; Software de computador, nomeadamente, para controlar a adaptação do modo de interface do utilizador; Software de computador para uso no controle de acesso ao computador.

Com uma grande experiência em trazer funções de computadores para seus dispositivos móveis, a descrição dá a entender que ao conectar o dispositivo a um monitor fará com que software adapte uma versão do Android para uma experiência focada para o uso de um desktop. Através deste modo, a Samsung faria uso do seu conhecimento com multitarefas, slipt-screen e janelas flutuantes no sistema da Google, uma vez que vem utilizando destas funções deste o Galaxy Note 2. Ainda existe a possibilidade de que o sistema traga o uso de algumas aplicações mais avançadas, uma vez que o S8 fará uso do Snapdragon 835, que é capaz de emular completamente um sistema x86.

Dado a quantidade de detalhes encontrados em um período próximo ao lançamento do novo top de linha, é preciso considerar que a revelação do Samsung Dex ocorra junto ao anuncio do Galaxy S8, ainda que o seu dock “Dex Station” deva ser vendido separadamente. Mesmo que conte com a popularidade da marca ao seu favor, o grande desafio para fabricante vai estar em convencer o consumidor sobre o valor do Android como um sistema completo.

Fonte.

Sobre André Portella

Estudante de TI, viciado em música, adorador de tecnologia e games.