Dono de iPhone entra em guerra com a Apple após seu dispositivo lhe causar lesões múltiplas

Nwabueze Umeh, decidiu processar a Apple depois que seu dispositivo explodiu em chamas e causou várias feridas. De acordo com seus relatos, Umeh apresentou uma ação judicial no Tribunal Superior do Condado de Fresno Califórnia, solicitando danos depois que seu iPhone 6 explodiu em 20 de maio, o Business Journal revelou hoje.

Curiosamente, os documentos do processo fornecem apenas informações vagas sobre os ferimentos que o homem sofreu após o dispositivo “explodir”, mas a fonte afirma que este é o quinto processo que Gustafson Nicolai, um escritório de advocacia baseado em Los Angeles, arquivou contra a Apple por iPhones que supostamente explodiram.

A maioria dos processos também envolve fornecedores, lojas e operadoras que venderam os iPhones, incluindo a AT &T e a Verizon, e todos os autores alegam sofrer lesões devido a iPhones que se incendiaram, sem fornecer outras especificações nesse sentido.

Mas a fonte citada diz que três dos autores são adultos e um é menor, com um homem de Manhattan Beach explicando que o dispositivo explodiu em chamas no bolso direito. Uma ação judicial diz que o dispositivo causou “lesões múltiplas, tanto internas quanto externas”, bem como queimaduras, dor, angústia de ansiedade mental, dores e choques no sistema nervoso.

A Apple continua calada

A Apple não emitiu uma declaração sobre este processo e, de acordo com a abordagem típica da empresa neste tipo de acusações, não espera nada além de “sem comentários”.

Vários modelos de iPhone entraram em pico no último ano, embora os relatórios nunca pareçam apontar para um problema comum que pode afetar uma maior quantidade de dispositivos. O modelo Plus da série iPhone 6 foi atingida por um defeito de fabricação chamado pela mídia “bendgate” e que fez com que o dispositivo se dobre sob forte pressão.

Acredita-se que esse dano físico tenha causado problemas de bateria, levando a um superaquecimento e aumentando o risco do telefone explodir. Quanto a Apple, será que ela vai agir de que forma frente a essas acusações? fica esta questão em aberto, já que não se trata de um problema generalizado, ou em uma linha específica de dispositivos, mas vários deles.

Fonte / Via

Sobre Uanderson Conceição

Chief executive officer (CEO) na empresa Meu-Smartphone. Youtuber, adora praticar Downhill Mountain Bike, entusiasta da natureza e acredita soberanamente em Deus.