E.U.A investiga o monopolio do Android e aperta o cerco à Google

Quem realmente gosta de tecnologia e principalmente é fã do Windows Phone sempre está de olho nas movimentações do mercado.

Desde os primeiros anos de vida vimos os usuários da plataforma se importando bastante com o baixo market share da plataforma enquanto avistamos o sistema da Google crescer de forma estrondosa. Hoje, o Android chega a passar da marca de 80% do mercado, deixando assim os rivais com cotas bem menores, obviamente. Isso se deve a qualidade da plataforma? ao sucesso do robozinho verde? as atualizações fieis? chart-ww-smartphone-os-market-share

No ano passado a União Europeia quis saber mais e ir afundo na história. Sob a acusação de monopolizar o mercado, a Google se tornou suspeita de utilizar de sua posição privilegiada no mercado lesando suas concorrentes, e não foi analisando apenas o setor mobile da empresa. O buscador, o serviço de mapas e até mesmo o Youtube entrou na mira da União. Ao utilizar-se do seu prestigio para enaltecer os seus serviços e diminuir ao máximo a visibilidade das suas concorrentes a empresa de Montain View garantiu-se líder em diversos setores, o que não é algo crucificável uma vez que poderíamos esperar atitudes como essa de qualquer empresa, como até mesmo a Microsoft que fez algo parecido no passado com o seu navegador, contudo, não deixa assim de ser uma ação ilegal.

Market Share

Era de se esperar que a Google conseguisse se safar, e a União Europeia esteve no “zero à zero” , pelo menos até o momento: A FTC e o Departamento de Justiça norte-americano entraram na briga pela mesma causa: investigar se houve abuso de poder pela companhia. Estima-se que a empresa obriga as fabricantes parceiras a privilegiarem os seus serviços e não incluir nativamente soluções de outras empresas, como o Microsoft e Yahoo.

Podemos então esperar que o caso seja levado a serio? talvez sim, uma vez que duas grandes potências mundiais estão na briga, mas isso é totalmente incerto considerando o prestigio que a Google possui.

Sobre André Portella

Estudante de TI, viciado em música, adorador de tecnologia e games.