Echo Lock Screen: Microsoft adquire popular tela de bloqueio para Android

Já há algum tempo os usuários da plataforma windows clamam veementemente por uma evolução para a nossa modesta Tela de Bloqueio, e desde então as decisões da Microsoft tem sido controversas. Ao passo que vimos os sistemas concorrentes adicionando funções interessantes como a visualização e interação com notificações diretamente por lá, a Microsoft buscou outro caminho, a personalização.

Assim, nasceu a Live Lock Screen, um app produzido pelo Rudy Hyun a pedido da Microsoft, e que foi de grande destaque na época. O app se mostrou bastante interessante, até mesmo foi incluso na apresentação do Windows Phone 8.1 fazendo muitos pensarem que aquela era a nova Lockscreen tão sonhanda, mas não foi bem assim. Meses depois vimos o projeto receber cada vez menos atenção, fazendo com que aquela função que era para ser incorporada ao sistema em algum momento se torna-se apenas uma opção a mais de deixar a sua tela de bloqueio “bonitinha”.

Live lock band

tetra_lockscreenCom as novas API’s das nova versão vimos o nascimento de diversos apps com o mesmo objetivo de personalização através de… widgets? a Microsoft nos deu até mesmo opções oficiais, como a Tetra Lockscreen, o que é de fato algo bem vindo, mas não é exatamente o que tanto clamávamos. Os usuários queriam algo mais interativo, algo novo e que mostra-se a personalidade do sistema.

Eis então que em um evento a empresa de Redmond anuncia uma nova feature em seus computadores de mesa, o Windows Hello que junto ao Window Highlights trazia um pouco desse ar inovador desejado. Ao mesmo tempo que você é recebido de forma mais pessoal podendo utilizar de meios modernos como sensores biométricos e de iris, você também tem uma tela de bloqueio viva, que pode sugerir bons apps com base em seu uso, indicar o tempo, informar sobre compromissos e mais. Como o windows 10 mobile ainda estava no inicio do seu desenvolvimento esperava-se que essa função se estende-se a ele também, mas estamos a apenas 26 dias da data especulada para o lançamento e acho muito dificil uma função como essa desembarcar por lá.

windows-hello-destaque

Pois então, vamos ficar sem novidades? realmente é um misterio, mas a Microsoft não está parada. A poucos dias a Microsoft adquiriu a Double Labs empresa que desenvolve o competente app Echo Lockscreen. Algum problema? claro, ele é para Android.

Echo Lockscreen

Sim, a Microsoft continua se fazendo cada vez mais ativa em outros sistemas, tomando espaço de serviços nativos das gigantes Google e Apple dentro dos seus próprios sistemas, adquirindo empresas e aumentando o seu arsenal. Com o Echo Lockscreen, a Microsoft poderá tornar a experiência android ainda mais voltada aos seus serviços e integrar ainda mais os seus apps ao sistema da rival. O app que vem para substituir  o Next Lock Screen, uma antiga empreitada da Microsoft, conta com a marca entre 1 e 5 milhões de downloads na plataforma.

★ Notificações Instantâneas – Echo mostra a notificação completa e não apenas um resumo . Nunca perca uma mensagem importante ou notificação com Echo.
★ Minimal Design – Ótimo design para a Lockscreen . Nenhum efeito sobre a bateria
★ Controles de Música – Controle a música sem desbloquear
★ Agrupamento automático – Agrupa suas notificações do Instagram como social e suas mensagens do Gmail como trabalho. Notificações similares são inclusas no mesmo local, então você poderá lidar com todas elas de uma vez.
★ Snooze – notificações hibernam para voltar mais tarde ou em lugar que você estiver pronto para lidar com elas : amanhã , quando você chegar em casa, ou sempre que quiser.
★ Lockscreen segura – Proteja seu telefone com padrão de bloqueio do Echo.
★ Personalize – Personalize o desenho da sua tela de bloqueio com papéis de parede e configurações de notificação.

Após diversos investimentos com a Cyanogen, vemos a Microsoft incrementando cada vez uma experiência Android, o que nos faz pensar: Seria esse o plano B da Microsoft? será que ela desistirá tão fácil dos apps universais, da unificação da experiência? Ou será apenas mais uma medida para tornar o Windows Mobile mais familiar para os usuários? Deixe sua opinião nos comentários.

Sobre André Portella

Estudante de TI, viciado em música, adorador de tecnologia e games.