Em breve seu cartão de memória será capaz de rodar apps tão bem quanto seu Smartphone

Os cartões de memórias são acessórios que chegaram pra ficar, uma vez que dois a cada três donos de smartphones acham o slot para o pequeno chip indispensável, ainda que suas capacidades sejam limitadas. Isso porque os exemplares mais vendidos do mercado atualmente possuem baixa velocidade de leitura, junto ao moderno sistema que na maioria dos casos os limitam a armazenar apenas fotos, documentos e vídeos. E é isto que a SD Association, visa mudar para um futuro próximo.

O grupo que cuida das especificações para estas peças e, que faz parte da especificação SD 5.1, a “Application Performance Class specification“, planeja dar aos consumidores um heads-up sobre qual dessas placas são mais adequadas para executar aplicativos. Esses cartões provavelmente entregarão desempenhos sólidos ao executar ações que precisem de processamento ágil em seu dispositivo móvel.

Os cartões SD com o simbolo A1 serão indicados como os topos de linha da categoria, podendo atender ou exceder determinados padrões, tais como entrada-saída de leitura aleatória (Random Read Input-Output ou IOPS) de 1.500 por segundo, gravação IOPS de 500 por segundo e desempenho contínuo sequencial de 10MB por segundo. Aliando isso a função de formatar cartões de memória como parte do armazenamento interno total adotada pelo Android Marshamallow. Contudo, é possível esperar por armazenamentos massivos e capazes de atender a qualquer necessidade.

O simbolo A1 poderá aparecer em mais lugares além dos cartões SD, como em smartphones e tablets, simbolizando que o aparelho em questão traz tecnologia capaz de rodar apps em alta qualidade e performance.

Fonte.

Sobre André Portella

Estudante de TI, viciado em música, adorador de tecnologia e games.