Em efeito a compra da Alcatel-Lucent, Nokia corta novos 170 cargos na Finlândia

O nome Nokia começa a voltar aos holofotes ao ponto em que descobrimos cada vez mais detalhes sobre suas novas propostas para o mercado de smartphones, porém outra área de grande importância para a companhia é o setor de redes e comunicações. Após grandes investimentos, a finlandesa está entre as companhias mais bem preparadas para o desenvolvimento de soluções para a tecnologia 5G.

Mas como nem tudo são flores, a compra da companhia franco-americana, Alcatel-Lucent, parece ter pesado um pouco aos caixas da Nokia. Após diversos meses de negociação, em um plano de recuperação de investimentos, a empresa acaba de anunciar um corte de 170 funcionários da sua divisão principal, no país sede.

Atualmente, a Nokia conta com 6,100 empregados na Finlândia e mais 100,000 ao redor do globo. Está é a segunda grande leva de demissões realizada em decorrência da compra, após os 960 empregados dispensados no último ano. Ao que tudo indica, não deve parar por aí, já que serão cortados mais 1,400 postos de trabalho na Alemanha até o final deste ano.

Mesmo com os custos relacionados aos direitos trabalhistas, o plano de contenção espera poupar cerca de €1.2 bilhões até o seu fim.

Sobre André Portella

Estudante de TI, viciado em música, adorador de tecnologia e games.