Ex-engenheiro da Apple culpa Tim Cook por tornar a empresa ‘entediante’

O atual CEO da Apple, Tim Cook, pode ter transformado a empresa na mais rica do planeta, mas isso não significa que tudo está as sete maravilhas. A fabricante tornou-se cada vez mais dependente do iPhone como uma grande fonte de receita. As receitas no que se refere aos dispositivos móveis da maçã, cresceram em 2015 e caíram no ano passado, obtendo uma grande baixa em seus lucros pela primeira vez em 14 anos .

Atualmente, muito se fala que não há espaço para inovações em seus smartphones, além de haver descontentamento dos usuários pela recorrente negligência da Apple em uma linha de produtos anteriormente vitais para a empresa, como o Mac. Por isso, não é surpreendente que as políticas de Tim Cook estejam sendo questionadas.

A última crítica veio de Bob Burrough, ex-engenheiro da Apple que trabalhou com Steve Jobs e Tim Cook. Em entrevista à CNBC, Burrough disse que Tim Cook transformou a gigante tecnológica em uma “empresa chata” (ou entediante). Ele ainda afirmou que, enquanto o primeiro iPhone estava em obras, a empresa estava um “caos”, no entanto, isso não impediu da empresar desenvolver sua maior invenção e tornar um produto que é sucesso no mercado até hoje.

Em 2007, a Apple era organizacionalmente um típico “oeste selvagem”. Fui contratado por um gerente particular, mas durante os dois primeiros anos trabalhei em projetos que praticamente nada tinham a ver com a responsabilidade principal desse gerente. Isso porque a organização não era a prioridade, os projetos eram a prioridade.

De acordo com a fonte, hoje em dia, a dinâmica da Apple mudou de forma clara e distinta, o engenheiro diz que a empresa está muito longe de seu atual trabalho na Palm, uma empresa de fabricação de hardware e software localizada na Califórnia.

Trabalhando na Palm, as equipes são altamente organizacionais, [hierárquicas] e as responsabilidades são organizadas. Há uma clara noção do que cada pessoa tem que fazer e de sua responsabilidade, e raramente alguém se desvia dela. Quando você vai a alguém para ajudar a resolver um problema, a expressão “esse não é o meu trabalho’ é uma resposta comum entre eles.

Outros empresários do Vale do Silício compararam o estilo de gerenciamento de Tim Cook com o do ex-CEO da Microsoft, Steve Ballmer. Quando Ballmer assumiu o cargo de Bill Gates, ele conseguiu triplicar as vendas da Microsoft, mas durante seu mandato, a empresa também perdeu a oportunidade de se tornar uma gigante no mercado de telefonia móvel.

Agora resta saber se a Apple vai compartilhar o mesmo destino que a Microsoft teve, e perder o “boom” da coisa. Porém, considerando a reputação da empresa e seus vastos recursos, ainda parece improvável que futuros produtos da Apple não rendam, mesmo não sendo tão inovadores quanto o primeiro iPhone, a Apple tem muita reputação em diversos setores.

Via

Sobre Uanderson Conceição

Chief executive officer (CEO) na empresa Meu-Smartphone. Youtuber, adora praticar Downhill Mountain Bike, entusiasta da natureza e acredita soberanamente em Deus.