Início » Meu-Android » Ex-gerente de produto da Microsoft abandona a empresa para trabalhar na Google, e menciona as razões!

Ex-gerente de produto da Microsoft abandona a empresa para trabalhar na Google, e menciona as razões!

Dentro de um contexto abrangente, a Microsoft é uma empresa incrível. Ela, por sua vez, possui interesses incrivelmente diversos. Dentre eles está os seus serviços em nuvem de grande escala para consoles de jogos, está também os sistemas ERP empresariais à inteligência artificial, o software de colaboração de escritório para a tecnologia de realidade aumentada, dentre outros.

Porém como toda organização sempre tem o lado ruim. Com a Microsoft não é diferente. Para mostrar esse outro lado da moeda, Tim Sneath – ex-gerente de produto da Microsoft na qual trabalhou durante um período de 17 anos – decidiu ir trabalhar na Google. Tendo isso em mente, o mesmo explicou o motivo de sua decisão de passar de uma empresa para outra.

Segundo ele, a maior disputa da Microsoft estava relacionada à um desentendimento interno por poder e controle, enquanto os desenvolvedores que trabalhavam em cima de seus produtos foram sendo negligenciados. Confira uma citação de Tim Sneath:

“Apesar de todo seu sucesso, a área em que a Microsoft mais sofreu na última década é aquela que já foi sua maior virtude: o cliente. Quando eu comecei na Microsoft, em 2000, o Windows e o Internet Explorer tinham um monopólio, o Visual Basics estava em seu auge, e as prateleiras do Best Buy da Circuit City estavam cheias de caixas de softwares para os consumidores. Para todo desenvolvedor de app daquela época, a Microsoft era o epicentro”.

Após algum tempo, as consequências vieram contra a Microsoft, a partir do momento em que a empresa começou a trabalhar no tão conhecido Windows Vista. Com isso, Sneath ainda completa que:

“A empresa não conseguiu se ajustar rapidamente às novas e competitivas ameaças da web baseada em padrões e do ressurgimento da Apple com o iPhone. Seu crescimento acelerado deixou a companhia no ‘dilema do defensor’, sendo atacada por todos os lados, enquanto estava indisposta a sacrificar negócios existentes para ter novas oportunidades”.

O ex-executivo atribui esse fracasso com a falta de coesão entre as divisões da empresa e ainda completa que a empresa em que trabalhava gerava “brigas internas” com ganância de poder e controle na companhia, que no entanto tornaram a empresa imprevisível e não confiável aos olhos dos desenvolvedores.

Estando agora na Google, Tim Sneath está com um cargo no projeto Flutter – um SDK construído para que os desenvolvedores sejam possibilitados de criar apps completos e modernos para plataformas como o Android e iOS a partir do Windows, do MacOS e do Linux sem quaisquer tipos de limitações. A plataforma ainda está em fase Alpha de desenvolvimento, porém tem como objetivo oferecer uma forma unificada de criar aplicativos para as duas plataformas mobile sem fragmentação ou problemas de compatibilidade entre APIs específicas.

Via | Via

Sobre Jader Peterson

Apaixonado por tudo que envolve tecnologia e aviação. Desde cedo a tecnologia tem feito parte da minha vida e, assim, sou fascinado por ela.

  • Marcus Estevão

    Eu já imaginava algo semelhante, mas não que chegasse a tal ponto; por mais que a Microsoft queira trazer grandes inovações, não irá conseguir apagar ou ocultar o que fizeram pelos seus usuários e desenvolvedores. Infelizmente o Windows Phone foi o resultado mais latente e visível por conta dessa palhaçada; é realmente uma pena, por se tratar de uma grande fabricante de um legado, renome e repercussão mundial que preferiram priorizar a cobiça e a ganância e nem pensaram nos seus fidedignos usuários, muito menos nos desenvolvedores que a princípio estavam dispostos a contribuir em prol de oferecer mais qualidade em um todo. Quanto ao setor mobile (NA MINHA OPINIÃO), nem pro setor corporativo vai vingar; perderam o seu crédito e o seu prestígio por conta de algo tão inútil. Quanto ao Tim Sneath, sabendo de todas as estratégias da sua ex empresa, irá usar das informações adquiridas lá dentro e contribuirá juntamente com a Google pra algo muito maior; até porque, isso será um prato cheio de oportunidades a favor do fabricante “Fazedor de robôs”. Dessa forma, seremos obrigado a conviver com os monopólios Apple e Google, até que apareça futuramente alguma outra empresa concorrente que esteja disposta a nos trazer novidades pra bater de frente com as duas, com valores mais acessíveis ao público.

    • Maurício

      Um dia eu disse que a Microsoft vai falir, teve um idiota que disse que isso é impossível, aguardem!
      Se continuar assim não vai demorar muito.

      • Marcus Estevão

        Falir, talvez não, pelo fato de ter as suas influências na área de software; mas cairá se a mesma não tomar uma postura profissional e honesta.

      • Luis Cardoso

        Rapaz, da uma olhada no balanço, a cada ano a Microsoft esta batendo record de lucros, suas acoes estao disparando.

        Nao vamos confundir ter fracassado no Mobile, com a empresa estar falindo, o Mobile nao era nem 5% da empresa.

  • JJ

    Blá-blá-blá

  • Fernando Evaristo

    O problema da Microsoft ,é ela mesma , por isso o mobile nao foi pra frente , nao atraindo os desenvolvedores , e dando as costas para os seus clientes . Ai só tende a fracassar, por falta de clientes nao foi , tinha bastantes usuarios do windows mobile ,que eles deram um pé na bunda de todos os usuarios

  • Pablo Teixeira

    So externas oque nos ex usuários de Windows Phone ja imaginava… A questão nao e que a Microsoft não sabe fazer.. A questão e que a muitas brigas dentro, no caso do Windows Mobile foi a picuinha do satya com ballmer.. Isso ja estava praticamente claro… Os deves e clientes colocados de lado, alem de alguns setores internos…