Fake News causa mortes por linchamentos e obriga WhatsApp a fazer limitações pra usuários

O Aplicativo para Smartphones Whatsapp limitou o encaminhamento de quaisquer mensagem seja foto ou vídeo por até 5 destinatários por vez. Essa atualização é prevista para o corrente dia (21). Essa Decisão do aplicativo partiu primeiramente da Índia, e se deu inicio ainda em 2018.

O país, segundo o aplicativo WhatsApp diz que é campeão no encaminhamento de mensagens através do serviço de mensagens e já registrou disseminação de acusações falsas e até mesmo mortes por linchamentos por causa destas mensagens.

O encaminhamento dessas mensagens falsas tiveram um impacto tão grande na população que o governo indiano ameaçou o WhatsApp, alegando que o mensageiro era também o responsável pela disseminação de notícias falsas – que seria as famosas “fake news”.

O governo começou a discussão de que seria responsabilidade das empresas sobre o que os usuários andam compartilhando em aplicativos sociais. Então a equipe do Whatsapp foi obrigada a limitar o encaminhamento de mensagens. Contudo, ante era possível encaminhar uma mensagem para até 20 destinatários. Agora, a mudança limita para apenas 5 destinatários por vez.

Uma vez que a criptografia de ponta-a-ponta nas mensagens só pode ser lida por quem a envia e por quem a recebe, a empresa não toma parte em disseminar notícias falsas, assim o aplicativo WhatsApp é limitado e não pode controlar o tipo de conteúdo que é compartilhado.

Essa controle não valerá em todo mundo e aparentemente o Brasil ainda está fora, mais essa imediação vale para o WhatsApp web também, mais as listas de transmissão não serão afetada.

Sobre Uanderson Conceição

Chief executive officer (CEO) na empresa Meu-Smartphone. Youtuber, adora praticar Downhill Mountain Bike, entusiasta da natureza e acredita soberanamente em Deus.