Futuros smartphones da Huawei podem vir sem o Android e nem os Apps oficiais do Google

Ao que parece, a fabricante chinesa Huawei está perdendo o acesso às futuras atualizações do sistema operacional móvel, bem como aplicativos oficiais do Google, além da Play Store em seus futuros celulares.

A medida já está trazendo preocupação para a gigante chinesa, pois a Google – cujo sistema operacional Android está presente em mais de 2,5 bilhões de aparelhos ativos. Sendo assim, a gigante das buscas resolveu encerrar as negociações que envolvem software com a Huawei, fazendo com que ela não tenha acesso a futuras atualizações do sistema a menos que utilize o Android Open Source Project (AOSP).

De acordo com a Reuters, responsável por publicar as informações em primeira mão, a Huawei só poderá utilizar a versão pública do sistema e não poderá acessar os aplicativos e serviços proprietários do Google.

Com isso, a empresa que já é a segunda que mais vende smartphones globalmente, terá muitas dificuldades no que se refere a vendas de smartphones fora da China, já que está proibida de utilizar serviços e aplicativos do Google, como o Gmail, Youtube, Docs, e Google Play Store. Felizmente, os atuais smartphones da marca continuarão tendo seus aplicativos atualizados, bem como recebendo os futuros updates do sistema.

Agora, a Huawei entra na lista negra do presidente Donald Trump, e já vinha sofrendo um forte pressão do governo dos EUA, uma vez que desde 2018 as agências de inteligência dos EUA alertaram contra o uso de dispositivos Huawei e ZTE para fins de espionagem, visto que políticos do país acusaram essas fabricantes de ser “efetivamente um braço do governo chinês”.

Apesar disso, Richard Yu que é o CEO da Huawei revelou que já estavam preparados para eventuais problemas, indicando a existência de um plano B como o desenvolvimento de um sistema operacional próprio.

Fonte

Sobre Edinaildo Pereira