Governo Russo certifica o Salfish OS como a primeira “alternativa oficial” ao Android

sailfish-os-russia

O mercado móvel tem esfriado cada vez mais devido aos padrões que o tem moldado nos últimos anos, grande parte pelo duopólio entre os sistemas Android e iOS. Diversas grandes empresas como a Microsoft, Samsung e Firefox tem tentando combater este modelo, e dificilmente encontrando algum espaço neste desigual embate, mas é a Jolla que recebeu uma grande oportunidade para fazer a diferença.

Tudo parte do ponto onde o governo Russo, na tentativa de ampliar a influência tecnologia ocidental, oficializa o Salfish OS da filandesa como uma “alternativa oficial” para o Android no país, capacitando a empresa ao potencial de adquirir milhões de usuários em um futuro breve. Em meio a uma investida para frear a conquista do poder das plataformas não-ocidentais no globo, esta medida alia-se as ameças do bloqueio do LinkedIN e Reddit no país, assim como a multa de $6.75 milhões aplicados ao Google por supostamente tirar vantagem do sistema operacional dominante para influenciar nas buscas feitas na web.

jolla c

Em entrevista para o Tech Crunch, o diretor e Co-fundador da Jolla, Antti Saarnio, afirmou que a o Sailfish OS superou o Tizen OS da Samsung, se tornando a solução exclusiva certificada pelo governo russo:

“Depois de alguns meses de uma avaliação técnica muito minuciosa, eles selecionaram o nosso sistema operacional para uma maior colaboração”, disse Saarnio indicando que a a empresa se juntou a organização russa para desenvolver uma versão do sistema para o país, oferecendo assim um sistema independente, porém suportado por um código fonte global.
“O governo russo tem uma lista de softwares que podem ser vistos como um software nacional e que são auditados e certificados”, disse Saarnio. “E nesta lista de software, nosso software é o único sistema móvel – atualmente”.

O plano russo para se desvencilhar da tecnologia mundial vai mais além, tendo cortado até mesmo os softwares da Microsoft de aproximadamente 600,000 e em substitutição pelo provedor russo de comunicações estatais, Rostelecom.

Com estas mudanças, pode haver uma migração local em massa dos famigerados Android e iOS para o sistema feito pela empresa fundada por ex-funcionários da antiga Nokia, causando uma reviravolta neste mercado nos próximos anos.

Ainda que a concorrência traga bons frutos a qualquer segmento, a pressão russa exercida através do seu controle sobre o fluxo de informações no país podem impactar a privacidade e liberdade de expressão dos cidadãos russos.

Sobre André Portella

Estudante de TI, viciado em música, adorador de tecnologia e games.