Início » MEU-IPHONE » iPhone dual chip pode finalmente se tornar realidade

iPhone dual chip pode finalmente se tornar realidade

Principalmente entre os menos familiarizados com o mundo da tecnologia móvel, o iPhone se tornou um exemplo de avanço neste setor. Isso porque, mesmo que o “quase progenitor” dos smartphones utilize um método diferente para trazer poder que diverge dos números de ram e processadores dos concorrentes, a empresa brilha ao trazer pro mercado aperfeiçoamentos e criações como o leitor de digitais, 3D/Force touch, dual tone flash, entre outros, sempre acompanhando (quando não ditando) as maiores tendencias para estes dispositivos. Contudo, uma função já antiga que tem ganhado cada vez mais relevância tem sido totalmente ignorada pela maça, pelo menos até agora.

Segundo as últimas patentes registradas pela empresa, parece que finalmente teremos o primeiro iPhone dual sim. A importante novidade torna o dispositivo da apple finalmente viável para aqueles que tem mais de uma operadora por diversos motivos, sendo uma função principalmente valorizada em mercados emergentes, asiáticos e para viajantes.

Com a necessidade de mudar em mercado fortemente saturado, a Apple se vê impulsionada a fazer mais para alcançar outros tipos de consumidores e mercados, se adaptando a esta leva de diversos dispositivos que embarcam a função, em sua maioria com gavetas hibridas. A empresa fará uso de módulos e-Sim (embedded SIM), onde o usuário será capaz de configurar a sua operadora via software, ao invés de fazer uso de chips físicos.

Visando que este não é um recurso popular nos E.U.A., este é um exemplo de que a maça esta buscando sair da sua zona de conforto e explorar a força estabelecida na China e India, apostando no que será relevante no futuro, evitando a perda de valor como empresa e principalmente o enfraquecimento em relação a opinião do consumidor. Ainda assim, em diversos outros mercados onde a Apple tem forte base a anos, o plano é ofuscado pela influência das operadoras parceiras, que certamente preferem manter o modelo atual.

Fonte.

Sobre André Portella

Estudante de TI, viciado em música, adorador de tecnologia e games.