Início » MEU-WINDOWS » Mas afinal, por que Windows 10 e não 9?

Mas afinal, por que Windows 10 e não 9?

windows10postAlgo muito comum de se ouvir hoje em dia com a chegada do Windows 10 é o questionamento sobre a Microsoft ter pulado a nona versão do S.O. Mas afinal, ela pulou mesmo? Por que Windows 10? Onde está o 9?

Para responder essa pergunta de uma maneira bem interessante, vamos esquecer a camiseta do Joe Belfiore ou até mesmo aquela frase “Windows 8 foi o 8 e o 8.1 foi o 9”, pois não é nada disso. Voltaremos um pouco no tempo – precisamente na era MS DOS — para explicarmos a origem do nosso querido sistema que hoje ocupa não somente computadores e notebooks, como também tablets, smartphones e vídeo games. Vale lembrar que a construção da jornada foi feita com sistemas principais de uso doméstico, ou seja, versões como Server ou RT não serão inclusas na contagem.

O Começo

Imagem 2

A jornada do Windows teve início em 1985, mas antes de sua criação, a utilização de época era o DOS, que não possuía uma interface.

Quando a Microsoft resolveu criar o seu primeiro sistema operacional, que na verdade era uma espécie de “mascara” ao MS-DOS, a intenção, de início, era desenvolver uma estrutura mais fácil de se manipular com um uso menor de códigos e mais efeitos visuais. E foi assim que nasceu ele:

Windows 1

 O Windows 1 foi a primeira versão desenvolvida sobre o MS-DOS no qual a Microsoft trouxe a interface reformulada, suporte a mouse e aplicações intuitivas que ensinavam os usuários a comandar o sistema. De começo, ele foi conhecido como “A Máscara do DOS”, pois suas funções operacionais não fugiam muito do antigo campo de controle de códigos que até hoje conhecemos e que ainda se usa. Uma função que é bastante interessante observar é o uso do “Menu Hambúrguer”; uma tecla dedicada, usada em diversos programas atualmente, teve origem no Windows 1 e que hoje em dia voltou e facilita a vida de muitas pessoas em qualquer programa.

Imagem 3

Windows 2

Em dezembro de 1987 foi a vez do sucessor do Windows 1 tomar seu lugar. O Windows 2 trouxe o Painel de Controle ao sistema e a possibilidade de minimizar e maximizar janelas. Ele também retirou da primeira versão do S.O a limitação lado a lado de podendo sobrepor umas às outras. As primeiras “crianças” do pacote office foram apresentadas nessa edição, integrando ao Windows o Word e Excel já de fábrica.

Imagem 4

Windows 3

Responsável pelo nome “Windows” iniciar sua fama entre consumidores, o Windows 3 foi o primeiro sistema a exigir um disco rígido para ser instalado. Lançado em 1990, o público começou a olhar para a interface de processamento de uma maneira mais limpa após o Windows 3 apresentar novas funções como a possibilidade de reproduzir programas do DOS em uma janela e a chegada do jogo “Solitaire” (famoso Paciência) para seu conteúdo interativo interno. Nessa versão, a interface gráfica passou a suportar 256 cores.

Imagem 5

Windows 3.1

Não sendo considerado um novo S.O por não conter tantas mudanças, porém necessário para correção, o Windows 3.1 foi lançado como uma atualização da versão 3 com recursos significativos. A principal delas foi a introdução da fonte TrueType, transformando o SO, pela primeira vez, em uma plataforma de publicação. Nessa edição foi acrescentado o jogo “Campo Minado” e a interface não foi sofreu muitas mudanças.

Imagem 6

Windows 95

Lançado em 1995, essa versão do sistema ganhou o ano como nome e foi uma das maiores inovações a plataforma, trazendo o tão utilizado Menu Iniciar e a famosa Barra de Ferramentas. Nesta edição, o Windows entrou no mercado com arquitetura 32 bits apresentando seu navegador padrão: Internet Explorer, porém era necessária uma instalação de pacote à parte para obtê-lo.

Imagem 7

Windows 98

Como o próprio nome já diz, o Windows 98 foi lançado no ano de 1998, sendo construído sobre o sistema antecessor, o 95 fazendo uma grande substituição dos programas instalados e o aprimoramento do uso de entradas USB. As grandes novidades dessa versão foram as opções de voltar e avançar no Windows Explorer e a inclusão da barra de endereços. O Outlook, a atualização 4 do Internet Explorer e a versão anterior do Windows Media Player, chamada na época de “NetShow Play”, foram os novos programas principais acrescentados.

Imagem 8

Windows Millennium (ME)

O Windows Millenium foi lançado no mercado no ano de 2000, sendo a última versão do Windows a trabalhar sobre a estrutura do MS-DOS. Ele teve uma versão para servidores lançada no mesmo ano (Windows 2000), porém nenhuma das duas foi tão bem aceita pelos consumidores.

Imagem 9

Windows XP

Essa foi sem dúvida a versão do Windows mais admirada pelos usuários e ainda é bastante bem vista até hoje. Lançado em Outubro de 2001, o Windows XP foi sucesso de vendas e recebimento por parte dos usuários. Com seu design reformulado e correções drásticas de desempenho, muitos consumidores fizeram questão de atualizar o Windows para a versão recente. Devido sua alta utilização mundial, o XP foi o SO que teve o maior tempo de suporte, deixando-o em abril de 2014 com 13 anos de operação em máquinas domésticas e empresarias pelo mundo. Até hoje muitos ainda usam o antigo sistema, claro, com sua receita de atualização caindo aos poucos. Hoje se calcula 20% dos computadores com Windows XP instalado.

Imagem 10

Windows Vista

Ao contrário de seu antecessor, quando lançado em janeiro de 2007, o Windows Vista não foi aceito pelo público que o utilizou por um tempo. Muitas pessoas ao comprarem computadores com a versão Vista fizeram o downgrade para o Windows XP. Apesar do visual reformulado, bonito e levemente transparente, a compatibilidade de programas e recursos de outras versões do Windows não foram aceitas pelo Vista. Tudo era incompatível e nem mesmo as atualizações do Update corrigiam esses problemas. Logo o SO caiu em desgosto e desuso dos consumidores.

As novidades trazidas nessa versão foram a nova interface redesenhada em 3D limpo e brilhoso e a inclusão de gadgets na área de trabalho, que por sinal também foram mal recebidos por consumirem muita memória. O Windows Vista era instalado apenas em máquinas que suportassem um sistema extremamente pesado, pois diversos usuários de Windows XP, na época tiveram dores de cabeça ao notar que para economizar o uso de memória o sistema retirava diversas funções do computador.

Imagem 11

Windows 7

Em 2009 foi lançado o Windows 7, que hoje compete o primeiro lugar de sistema operacional mais utilizado com seu irmão mais velho, o Windows XP. Diferente da versão Vista, o 7 (Sendo a sétima versão do sistema operacional da Microsoft) fez um grande sucesso ao chegar na versão pública. Não mudou muito visualmente ao anterior, mas a fluidez e velocidade foram os pontos fortes para os usuários do Windows Vista não perderem tempo e atualizarem seus computadores para ele.

Imagem 12

Windows 8

Tentando entrar no mercado dos dispositivos Touch com intenção de dominá-lo, a Microsoft lançou em 2012 sua oitava versão do sistema Windows, chamando-o de Windows 8. O menu iniciar foi removido e a interface foi radicalmente mudada para a interface Metro utilizada em dispositivos de toque como Windows Phone 7 e 8 e Windows RT trocando os ícones pelas Live Tiles.

O problema dessa alteração foi primeiramente aos consumidores acostumados na interface adotada pela empresa desde a versão 95, com o menu iniciar na lateral. Foi preciso um pouco de tempo para se adaptar ao novo estilo de utilização do menu e suas barras de navegação nas laterais.

O sistema não foi tão bem aceito também pelo falo da interface Metro favorecer dispositivos touch, deixando ruim a experiência de quem utilizava o computador com mouse e teclado físico e sem suporte a tela de toque.

As novidades da versão foram a Loja de Aplicativos e a interatividade que os programas possuíam com os blocos dinâmicos, além da nova interface Metro.

Imagem 13

Windows 8.1

Em resposta a reclamações, o Windows 8.1 foi uma extensão da versão 8 com o intuito de trazer melhorias. As principais foram o retorno do ícone do menu iniciar, a divisão de telas e uma leve alteração de interface na loja e da tela inicial.

Imagem 14

Windows 10

Com sua chegada ao público no dia 29 de julho, o Windows 10 foi criado para ser o Windows pessoal. Com uma nova reformulação de interface, a Microsoft retornou com o menu iniciar do Windows 7 e fundiu-o no 8, trazendo uma nova experiência incrível. Mais próxima de seus clientes, a dona do Windows recebe diariamente milhares de feedbacks pelo mundo para melhoria constante das atualizações. A Microsoft resolveu, nessa versão, matar a antiga interface metro e adotar um novo visual mais fino e agradável.

As principais novidades do sistema foram a Cortana (ainda não disponível em português), assistente trazida do Windows Phone, a central de ações, o Wi-fi Sense, aplicativos nativos remodelados, nova interface e novas funções que você pode conferir aqui no site.

Windows 10 PC

Por que Windows 10?

Imagem 16

Muitas pessoas procuram essa resposta em camisetas, sites ou blogs da Microsoft e mesmo assim não conseguem entender o sentido do “O Sete Comeu o Nove”. Então vamos deixar isso de lado e explicar as razões do sistema possuir esse nome.

Reforma no Windows

Em uma entrevista de exibição do Windows 10, Terry Myerson comentou sobre a empresa Microsoft querer “reformular” seu sistema. Basicamente, como eles estavam apresentdo um ‘Novo Windows’ a ideia era colocar o nome de Windows 1, porém não era possível essa útilização por conflitos de códigos e também pelo fato de já terem registrado uma marca com esse nome, como vimos acima.

Incompatibilidade e Confusão

Não colocar o nome Windows 9 poupou uma grande dor e cabeça à gigante da Redmond em questão de compatibilidade de códigos, pois muitos programadores usavam a extensão 9x para compor uma aplicação e com isso ao mencionar o novo Windows em softwares como 95, 98, XP, 9, essa compatibilidade seria quebrada, fazendo a programação entender que o sistema ‘9’ estaria em conjunto com os antigos SOs.

O Sistema é Realmente a Décima Versão Principal

Como mensionado nesse artigo, a Microsoft vem atualizando o seu produto em versões Principais e Expansivas (que são as 1.1, 2.3, 3.4). Então vamos a contagem:

1. Windows 1

2. Windows 2

3. Windows 3

(Windows 3.1)

4. Windows 95

5. Windows 98

(Windows Millennium foi uma tentativa de reforma que não deu certo, pulando em um curto periodo de tempo para o XP, pois não teve mudanças significativas para um SO principal, sendo considerado extensão. Esse não entra na contagem de principais)

6. Windows XP

7. Windows Vista (Ele foi a sétima versão do sistema, mas como foi substituido pelo Seven em seguida, mas foi  importante para a equipe do Windows diferente da versão ME, ele foi contado como principal)

8. Windows 7 (Em uma forma de substituir o Windows Vista, o 7 recebeu o número de ordem do anterior, mas na verdade foi o oitavo sistema principal criado)

9. Windows 8

10. Windows 10

Então foram esses os três principais motivos adotados pela Microsoft para lançar seu novo sistema com esse nome. O Windows 10, sendo a ultima versão do SO, promete trazer a importância da empresa a tona novamente, dando um sistema pessoal, reformulado e muito mais agradável a todos os usuários.

O que os leitores acham disso?

Fonte: Wikipedia / TheGuardian

 

 

Sobre Uanderson Conceição

Chief executive officer (CEO) na empresa Meu-Smartphone. Youtuber, adora praticar Downhill Mountain Bike, entusiasta da natureza e acredita soberanamente em Deus.