Microsoft está a limpando a Windows Store para remover aplicativos de baixa qualidade

Loja

Nos últimos meses, a Microsoft vem alertando os desenvolvedores para atualizarem seus aplicativos com as novas métricas descritas na Windows Store. Ao contrário disso, seus aplicativos podem ser removido até o final deste mês. No entanto, esta notícia vem também como um outro processo, uma vez que a empresa começou a limpar a loja de aplicativos de baixa qualidade – semelhante ao que a Apple anunciou recentemente.

Abaixo podemos ver a carta enviada pela Microsoft para diversos desenvolvedores que atuam hoje na Windows Store:

Na mais recente revisão da loja, a Microsoft vem avaliando se os aplicativos publicados são bons o suficiente para serem listados na Windows Store. Isto inclui aplicações acessíveis ao público, bem como aplicativos beta privado. Além disso, a Microsoft também está pedindo aos desenvolvedores para eliminar quaisquer campanhas promocionais para seus aplicativos afim de evitar despesas de publicidade. Da mesma forma, as reservas de nome de aplicativo também estão sendo anuladas; o que significa que se o seu aplicativo é inédito, não há nenhuma garantia de que você vai ser capaz de republicá-lo sob o mesmo nome.

A empresa afirma também que alguns aplicativos não cumprem com as seguintes políticas de qualidade:

Condições gerais:

  • Seu aplicativo deve ter metadados distintos e informativo.
  • Seu aplicativo deve fornecer ao usuário uma experiência valiosa e de qualidade.

Critérios específicos que podem ser aplicadas ao seu aplicativo:

  • Verifique se o título não usa um nome semelhante a outro aplicativo ou serviço.
  • Use um título que é distintivo e legível.
  • Use um ícone que seja fácil distingui-lo de outros aplicativos.
  • Forneça uma descrição clara, apropriadamente conciso e fácil de entender.
  • Use uma descrição que dá aos clientes informações suficientes sobre a sua aplicação.
  • Certifique-se que a descrição é precisa sobre os recursos e funcionalidades do seu aplicativo.
  • Escolha imagens que dão informações úteis sobre o que seu aplicativo faz e destaque os recursos principais.
  • Certifique-se de que os prints ilustram com precisão as características e conteúdo do aplicativo.
  • Proporcione uma experiência valiosa para os clientes.
  • Forneça um valor adicional em comparação com outros aplicativos.

Esta não é a primeira vez que isso está acontecendo. Em junho de 2015, a Microsoft também fez a remoção de mais de 1.500 aplicativos da Windows Store, um esforço compreensivo para fornecer uma experiência de qualidade aos utilizadores.

A iniciativa é compreensível, visto que muitas pessoas que se passam por desenvolvedores para publicar cópias de aplicativos já crackeados gratuitamente na Windows Store, já relatamos diversas vezes aqui. Via

Sobre Uanderson Conceição

Chief executive officer (CEO) na empresa Meu-Smartphone. Youtuber, adora praticar Downhill Mountain Bike, entusiasta da natureza e acredita soberanamente em Deus.