Início » Meu-Windows » Microsoft muda o ramo de desenvolvimento do Windows 10 Mobile e levanta novas incertezas sobre o seu futuro

Microsoft muda o ramo de desenvolvimento do Windows 10 Mobile e levanta novas incertezas sobre o seu futuro

Nota do editor: As informações a seguir são fornecidas pelo site idealizador do sistema operacional da Microsoft, o Windows Central!

Novas informações surgem para implantar mais dúvidas nas cabeças dos entusiastas do sistema operacional móvel da Microsoft. Após a finalização do desenvolvimento das compilações referentes ao lançamento oficial do creators update, a gigante de Redmond pegou todos desprevenidos ao atualizar a compilação insider, alterando o ramo de desenvolvimento do Windows 10 Mobile para um novo e isolado chamado Feature2. Este passo trilha o caminho inverso de toda a informação divulgado até os dias de hoje referente ao projeto OneCore , pois retira o sistema móvel do desenvolvimento conjunto que tem abraçado os computadores, smartphones, tablets, Xbox, IoT e Hololens.

Criando muitas dúvidas entre o público mais envolvido com a plataforma, diversos portais renomados buscaram informações que pudessem explicar de forma mais clara quais são os planos da Microsoft com o novo ramo especificamente projetado para o Windows 10 Mobile, porém pouco do que foi dito pode clarear as intenções por trás da curiosa ação.

O Windows Central indica que o ramo Feature2 tem um papel temporário, possuindo um direcionamento para a “reforma do código”. Deste modo, podemos dizer que o ramo servirá como um núcleo de desenvolvimento especificamente voltado a correção e adequação do desenvolvimento da proposta móvel aos interesses da Microsoft, pelo menos em teoria. Contudo, outras fontes afirmam que o ramo não tem recebido novas compilações a duas semanas, ou seja, desde a sua criação.

Sem nenhuma confirmação oficial de que a medida tem caráter apenas temporário, a controversa “exclusão” do núcleo móvel ao código único tem criado desconfiança em torno dos especialistas, que começam a especular que a ação seja na verdade uma forma camuflada para que a Microsoft retire o Windows 10 Mobile da jogada, liberando o caminho para a evolução livre dos núcleos de sucesso do Windows 10. Assim, mesmo sem precisar anunciar o fim do sistema, a empresa poderia manter a sua “sobre-vida” nutrida de pequenas atualizações corretivas, ao passo que se empenha no desenvolvimento efetivo do OneCore.

Até que surjam dados mais precisos, pouco se pode afirmar sobre o futuro da plataforma. Enquanto os mais otimistas podem sonhar com um possível “reajuste” especialmente voltado para a versão mobile do Windows 10, os mais realistas já podem ver o caso como uma explicação das ações dos últimos anos.

Engana-se quem pensa que esta seria a despedida da Microsoft ao setor móvel, uma vez que existem fortes indícios de que a empresa possa estar trabalhando em uma nova proposta renovada para os smartphones, que seria supostamente baseada no desenvolvimento do Windows 10 em processadores ARM, trabalho que ainda permanece vivo e forte dentro do OneCore.

Em contraparte, a manutenção do atual projeto é importante para a preparação do “próximo paradigma da comunicação”, assim como para a evitar que os principais consumidores da marca percam total esperança nos futuros produtos da empresa. Deste modo, o ramo Feature2 não chegou para anunciar a morte do Windows 10 Mobile, mas talvez um talvez algo que se possa chamar de “Standby”.

Fonte.

Sobre Deco Portella

Estudante de TI, viciado em música, adorador de tecnologia e games.