Ministro da Educação na França quer proibir: “as crianças não brincam mais no intervalo e ficam na frente de seus celulares”

O ministro de Educação da França, Jean-Michel Blanquer, deixou bem claro que os estudantes não terão a permissão de levar seus telefones celulares para escolas. Ele afirmou que a proibição entrará em vigor no início do novo ano letivo de 2018. Sendo assim, eles estarão proibidos de usá-los tanto em salas de aula, quanto aos intervalos também.

“Hoje em dia, as crianças não brincam mais no intervalo, estão todas na frente de seus smartphones e, do ponto de vista educacional, é um problema”, disse Jean-Michel Blanquer, ministro da educação francês. “Trata-se de garantir que as regras e a lei sejam respeitadas. O uso de telefones é proibido em aula. Como líderes, professores e pais, devemos criar uma maneira de proteger os alunos da perda de concentração causadas pelas telas dos telefones” ele disse.

Embora alguns assuntos esteja sendo resolvidos, alguns alunos podem vir a precisar deles em caso de emergência, etc. A proibição abrangerá as escolas primárias e será implementada para estudantes entre 11 e 15 anos.

“Estamos atualmente trabalhando nesta [proibição] e poderia funcionar de várias maneiras”, acrescentou o Sr. Blanquer.

No entanto, os professores, bem como os pais, são céticos sobre se a proibição funcionaria.

“Imagine uma escola secundária com 600 alunos. Eles vão colocar todos os seus telefones em uma caixa? Como você os armazena? E devolvê-los no final das aulas?

Via

Sobre Uanderson Conceição

Chief executive officer (CEO) na empresa Meu-Smartphone. Youtuber, adora praticar Downhill Mountain Bike, entusiasta da natureza e acredita soberanamente em Deus.