Não subestime os perigos de possíveis emissões de radiação através do telefone celular

O Departamento de Saúde Pública da Califórnia revelou diretrizes sobre a possível radiação nociva originadas de um telefone celular e como você pode evitá-la. A princípio, você não deve levar seu celular no bolso ou mantê-lo em sua cama enquanto dorme, ou mesmo ao lado de sua cama. Embora essas recomendações possam parecer um exagero, elas decorrem de um processo que um professor da Universidade da Califórnia apresentou em 2009, inicialmente.

Joel Moskowitz afirma que o Departamento de Saúde estaria subestimando o perigo das emissões através do telefone celular, e o público em geral deve saber o que está enfrentando. Ele ganhou o caso no ano passado, daí a razão para uma atualização por parte do Departamento de Saúde Pública da Califórnia.

A Dra. Karen Smith, do Departamento de Saúde Pública da Califórnia, disse:

“Reconhecemos que há muitas pessoas no público em geral que têm algumas preocupações sobre seus celulares e se o uso de um celular é seguro”.

 “Quando você dorme, você mantém o celular ao menos longe do seu corpo. E também, não transportando seu celular no bolso, tendo-o em sua bolsa ou não carregando com você “.

A pesquisa sugere que os celulares podem aumentar nosso risco de obter um câncer e tumores cerebrais, baixa contagem de espermatozoides, dores de cabeça, além de problemas de memória, audição e sono. O estado revelou que eles decidiram liberar essas diretrizes por existir novos números mostrando que o uso de celulares é maior do que nunca, com 95% dos americanos usando-os regularmente.

É importante lembrar que as novas diretrizes foram algo forçadas por uma pessoa conhecida por teorias de alertas no Departamento de Saúde Pública, e a instituição até assume que não há evidências sólidas para o efeito nocivo das emissões móveis.

Fonte: Cal Department of Public Health / Via

Sobre Uanderson Conceição

Chief executive officer (CEO) na empresa Meu-Smartphone. Youtuber, adora praticar Downhill Mountain Bike, entusiasta da natureza e acredita soberanamente em Deus.