Nokia 5 x Moto G5: intermediário da Nokia poderá afetar base instalada da Motorola no Brasil?

A volta da Nokia ao mercado de smartphones certamente deve estar trazendo inseguranças aos demais concorrentes que possuem grande força no seguimento intermediário, visto que todos os seus modelos lançados até agora são voltados para este público. Com uma grande popularidade no mercado brasileiro, o aparelho Nokia 5 tem grande chances de fazer a cabeça do nosso público, e até mesmo afetar as vendas de aparelhos populares como o já famoso Moto G5. Mas será que vale a pena cortar lanços com a Moto para arriscar na nova Nokia? conheça alguns detalhes que podem pesar na sua escolha:

Leves vantagens de hardware

Não, não vamos entender a decisão da Motorola por diminuir a tela dos seus novos modelos da linha G, visto que o mercado tem pedido justamente o contrário. Quando falamos do modelo mais simples (que provavelmente concorrerá diretamente com o Nokia 5), encontramos apenas 5 polegadas a disposição. Já o modelo da finlandesa ganha leve vantagem ao incluir uma tela de 5.2″, possuindo a mesma resolução entre as duas.

Mesmo com o acréscimo de resolução, a autonomia acaba ficando similar, visto que o Nokia 5 ganha uma leve vantagem com uma bateria com 200 mAh a mais. Olhando mais para a parte interna, temos exatamente as mesmas configurações em quase tudo: o mesmo chipset Snapdragon 430 ao clock de exatos 1.4GHz, 2 GB de memória RAM, 32 GB de armazenamento interno expansível, câmeras de 13 megapixels e Android Nougat. Falando de selfies, a câmera frontal de 8 megapixels poderá ser um diferencial em relação aos 5 megapixels do Moto G5.

Design e Sistema

Não dá pra negar que o design do Moto G5 não teve a aceitação esperada pela Motorola. Mesmo não sendo um completo desastre, o aparelho ganhou uma notável má fama ao falhar miseravelmente em tentar oferecer características premium em faixas de preço intermediárias. Isto é totalmente o oposto do que foi demonstrado pelo Nokia 5, que exibe diretrizes de um design metálico amplamente elogiado desde o anuncio do Nokia 6.

Olhando para o lado interno, parece que o Moto G5 pode perder a preferência entre os puristas. Não é segredo que a tradição da linha Moto, é de trazer  aparelhos que contam com pouquíssimas modificações no seu Android, chegando o mais próximo da versão pura concebida pelo Google. Falando do smartphone da Nokia, devido a parceria com a Google, poderemos contar com uma versão limpa do robozinho, recebendo apenas alguns retoques mínimo na sua parte visual, o que garante até mesmo a sua chegada com a versão mais recente do Android Nougat. Enquanto isso pode não significar nada para alguns, para os puristas pode indicar um fator de escolha.

Conclusão

Sendo comercializados por quase o mesmo preço em mercados estrangeiros (aproximadamente $200), tudo indica que a chegada do Nokia 5 em terras tupiniquins deverá abalar as estruturas da poderosa Motorola, e trazer indecisão ao consumidor. Enquanto a Moto tem demonstrado um bom desempenho em nossas terras nos últimos anos, a tradição da Nokia tem tudo para abocanhar uma parte dos clientes da concorrente.

Se você estava esperando por isso, saiba que chegou a hora das grandes pioneiras do mercado móvel competirem de forma direta por cada centavo da sua poupança.

Fonte.

Sobre André Portella

Estudante de TI, viciado em música, adorador de tecnologia e games.