Novo Xiaomi Mi Watch não terá versão global e vem com sistema Wear OS modificado pela MIUI

A Xiaomi aproveitou o evento de apresentação do novo Mi CC9 Pro para anunciar a chegada do seu mais novo acessório vestível – Mi Watch – o primeiro smartwatch a ter a levar estampada a marca Mi. 

O acessório traz alguns recursos bem interessantes, tanto que a Xiaomi está o chamando de “pequeno telefone de pulso”. Para começar, o relógio traz uma tela AMOLED de 1,78 polegadas que permanece mostrando informações mesmo coma tela desligada.

A parte traseira é feita em cerâmica e há um único botão em forma de coroa no lado direito, usados ​​para operar a interface. A esquerda abriga um único alto-falante e microfone. Aqui o usuário terá suporte ao Bluetooth, NFC e eSIM, que permite fazer uso do smartwatch sem a necessidade de estar com o smartphone.

O sistema do Mi Watch é modificado pela MIUI da Xiaomi, porém baseado no Wear OS do Google. Essa interface traz mais de 40 aplicativos integrados e uma loja para baixar novos. Ele também traz todos os recursos usuais de rastreamento de condicionamento físico, incluindo rastreamento de natação e é compatível com a análise de desempenho do Firstbeat, que fornece uma análise detalhada dos dados de frequência cardíaca com base em diferentes exercícios.

O hardware do aparelho está equipado pelo chipset Snapdragon Wear 3100 4G auxiliados a 1 GB de RAM e 8 GB de armazenamento. A duração da bateria (570 mAh) é classificada em até 36 horas de uso contínuo com o 4G ativado.

Preço e disponibilidade

A Xiaomi não falou nada sobre sua comercialização global. Sendo assim, o produto deve ser vendido somente na China, pelo menos por enquanto. O pequeno acessório começa a ser comercializado a partir de 11 de novembro e será vendido por cerca de US $ 185. Via

Sobre Uanderson Conceição

Chief executive officer (CEO) na empresa Meu-Smartphone. Youtuber, adora praticar Downhill Mountain Bike, entusiasta da natureza e acredita soberanamente em Deus.