Novos decretos da Anatel irão beneficiar usuários de serviço das operadoras durante pandemia de coronavírus

Com o decreto de quarentena na maior parte das cidades do Brasil por conta da recente pandemia de coronavírus, encontrar formas de se distrair nos 15 dias necessários para administração eficiente dos casos não é uma tarefa fácil.

Pensando nisso, a Anatel anunciou no último domingo (15) uma série de decretos que vai estar realizando ao longo dos próximos dias que, entre outras coisas, vai estar aumentando a velocidade da banda larga fixa, liberando mais redes WiFi em locais públicos, até mesmo o acesso sem cobrança de dados do aplicativo Coronavírus-SUS, desenvolvido pelo Ministério da Saúde.

Medidas da Anatel

– Providências para acesso zero rating ao aplicativo móvel desenvolvido pelo Ministério da Saúde, o Coronavírus-SUS;

– Medidas de ampliação de acesso a não assinantes (como liberação de redes Wi-fi em determinados locais públicos);

– Medida de ampliação de velocidade de conexão nos acessos fixos à banda larga;

– Promoção de campanhas publicitárias para divulgação de informações referentes à COVID-19, em especial com replicação daquelas realizadas pelo Ministério da Saúde;

– Definição de plano de ação para garantia da estabilidade técnica do sistema, no sendo de se evitar degradação de qualidade decorrente de ampliação súbita da demanda, no âmbito do Grupo de Gestão de Riscos e Acompanhamento do Desempenho das Redes de Telecomunicações (GGRR);

– Flexibilização nos prazos de tratamento de casos de inadimplência por parte dos consumidores em áreas sob restrições de deslocamento;

– Medidas de priorização no atendimento a solicitações de reparos em estabelecimentos de saúde e serviços de urgências;

– Aprimoramento na gestão interna das prestadoras em relação à força de trabalho própria e terceirizada, no sentido de divulgação de práticas de higiene e restrição de aglomerações no atendimento pessoal ao público externo e nos ambientes de call center.

Além da abertura de sinal, a Anatel vai obrigar as operadoras a negociarem as dívida de quem possui inadimplências e não pode realizar deslocamentos para tal pagamento, bem como dar prioridade para o consertos a serem feitos em unidades de saúdo, criando até mesmo uma estratégia para que não ocorram instabilidades no sistema que possam comprometer os atendimentos.

Fonte: Telesintese

Sobre Jucyber

Só uma garota apaixonada por tecnologia, mundo nerd, ficção científica e carros.