Problema com Bootloop em alguns smartphones fazem da LG a piada da vez com casos até na justiça

Depois da Samsung virar piada na internet graças as explosões dos seus dispositivos, agora é a vez da LG ser o assunto da vez. Com uma série de aparelhos apresentando problemas de bootloop internet afora, mais uma sul-coreana acaba tendo a sua imagem afetada no mercado de smartphones esse ano.

Caso você não saiba, o bootloop é um ciclo vicioso de reinicializações que impede que o usuário consiga ligar e utilizar o seu dispositivo corretamente e que na maioria esmagadora dos casos requer processos avançados para a resolução do problema, como a reinstalação da ROM. O grande problema é que neste caso o problema parece estar ligado ao hardware dos aparelhos inviabilizando qualquer solução própria e obrigando os usuários a procurarem a assistência técnica.

Sendo obrigatória a substituição do aparelho para a resolução do problema, o maior empecilho está ligado ao fato de que a falha deu as caras em aparelhos com um certo tempo de utilização, ou seja, fora da garantia. Entre os aparelhos afetados temos dispositivos de renome da empresa como o LG G4, V10 e até os Nexus 5 e 5X. O vídeo abaixo mostra o problema na prática:

Em contato com a fabricante, muitos usuários informaram ter recebido em resposta da LG que o G4 possui um “contato frouxo entre os componentes”, que seria o principal responsável pelo problema, que é indicado como o mesmo problema do V10. Ainda assim, a companhia não efetuou o recall de nenhum dos modelos defeituoso, e vem se recusando a realizar substituições de aparelhos fora da garantia.

A solução encontrada pelos usuários está no processo coletivo aberto na corte de justiça federal da Califórnia, que busca reivindicar a falta de suporte da marca assim como reparo aos danos gerados, como perda de dados. Os demandantes estão buscando exigir que a companhia apresente um “programa abrangente para reparar todos os aparelhos com o defeito em questão”, bem como montantes indeterminados para “restituição” e ainda honorários e custos legais.

Fonte

Sobre André Portella

Estudante de TI, viciado em música, adorador de tecnologia e games.