Snapdragon 835 é oficializado – o primeiro processador ARM capaz de rodar o Windows 10 completo

A gigante Qualcomm acaba de apresentar a próxima geração dos chipsets que irão dar poder a grande maioria dos novos dispositivos móveis que serão lançados ao decorrer dos próximos meses. O Snapdragon 835 é o primeiro processador ARM capaz de rodar uma versão completa do Windows 10. Portanto, temos alguns detalhes interessantes sobre ele para compartilhar com vocês.

Com um CPU de composição formada em quatro núcleos Kryo 280 de alto desempenho com até 2,45 GHz e outros quatro de baixo consumo de energia com até 1,9 GHz. O novo chipset traz também a GPU Adreno 540, auxiliada por uma Hexagon DSP. Essa combinação irá oferecer nada menos que 27% de poder a mais que o seu antecessor, tornando deste o modelo mais potente do mercado até então.

Indo além, é prometida uma redução de  40% no consumo de energia, o que na prática representa aproximadamente 1 dia de conversação, 5 dias de reprodução de música e 7 horas de streaming contínuo em 4k, tudo isso pronto para a recarga através do Quick Charge 4, que oferece 5 horas de bateria em 5 minutos de carga. Mais uma novidade aqui, o Qualcomm Heaven, é uma plataforma de segurança integrada ao SoC que irá melhorar a precisão da biometria em dispositivos suportdos.

Destaques principais

  • Com o novo processador ocupando menos espaço, as baterias poderão ter maior capacidade.
  • Smartphones com configurações de câmera dupla poderão ser tendência em 2017.
  • 4k e VR – O Snapdragon 835 tende a ter um maior tempo de reprodução de vídeo em 4K ou executando jogos de realidade virtual, bem como maior tempo realizando filmagem na mesma resolução.

A renderização gráfica e realidade virtual tem bastante foco nos novos smartphones equipados com este processador. De acordo com a companhia, o Snapdragon 835 traz novidades especialmente voltadas para jogos, tais como melhorias na qualidade de áudio, Interações intuitivas e imagens vibrantes, fazendo uso de uma renderização 3D 35% mais rápida e a capacidade de exibição 60x mais cores que o Snapdragon 820.

Devido a forma como a Microsoft tem mantido o seu misterioso projeto à sete chaves, veremos a capacidade deste processador rodar o Windows 10 de forma plena. Ainda assim, teremos a oportunidade de ver o processador ser equipado no tão sonhado Surface Phone, assim como em seus maiores concorrentes.

Fonte.

Sobre André Portella

Estudante de TI, viciado em música, adorador de tecnologia e games.