Início » MEU-ANDROID » Snapdragon ou Mediatek: O que de fato é mais vantajoso para o consumidor final?

Snapdragon ou Mediatek: O que de fato é mais vantajoso para o consumidor final?

Ao iniciar a pesquisa pelo candidato ideal para ser o seu novo smartphone, você certamente irá se deparar com diversos modelos de diferentes processadores da Qualcomm ou da Mediatek. Em alguns casos, é possível encontrar um mesmo dispositivos com uma variante equipado com um processador de cada empresa, aumentando ainda a dúvida do consumidor. Mas então, qual devo escolher?

Tudo se baseia principalmente, em questões de arquitetura. Com filosofias diferentes, é notável que os conjuntos oferecidos nos chipsets da Qualcomm possuam focos e direcionamentos divergentes aos da Mediatek. Deste modo, é comum encontrar a maioria dos processadores Snapdragon com um conjunto Quad-core e Octa-core, enquanto a rival comumente apresenta solução deca-core. De fato, a Mediatek costuma colocar um maior desempenho bruto nos seus processadores, porém, ao contrário do que se pode esperar, isso não significa uma vantagem.

Quantidade não é qualidade

Mais núcleos geralmente significa mais poder e melhor multitasking, mas isso irá depender do conjunto de microarquiteturas (que compõe GPU, modem, decoders de áudio e vídeo, sensores). Além disso, quanto maior for o conjunto de núcleos, mais energia será necessária para faze-los funcionarem, o que resulta quase sempre em um aumento de temperatura e bateria utilizada.

Não é incomum encontrar modelos potentes equipados com processadores Helio X10 e X20, mas que facilmente esquentam e drenam bateria em grandes quantidades. Em contraparte, os processadores Snapdragon costumam ter uma arquitetura mais bem pensada, com menos núcleos e mais potentes, entregando um resultado quase sempre mais coeso.

Outro ponto que tende para o lado da Qualcomm é o processamento gráfico. Com uma competente GPU, os processadores da companhia sempre aparecem um ou dois passos a frente dos seu concorrente, mesmo quando falamos dos modelos intermediários. Caso você realmente curta o divertimento através de games mobile, considerar um processador Snapdragon intermediário poderá ser uma escolha acertada.

Então, temos um vencedor? 

Ao contrario do que possa parecer, adquirir um smartphone com um chipset Mediatek não será uma má escolha, em alguns casos. Por possuir um custo bem menor, diversas empresas (principalmente asiáticas) costumam optar pela adoção destes exemplares, já que assim são capazes de oferecer aparelhos com desempenho muito próximo aos modelos mais parrudos através de faixas de preço intermediárias.

Assim, ao importar um intermediário com um Mediatek, você pode estar levando um processador com alto desempenho em um aparelho de médio custo, enquanto as opções com o Snapdragon para aquela faixa demonstram baixa ou média potência. Tudo irá depender da sua capacidade de analisar as opções.

Sobre André Portella

Estudante de TI, viciado em música, adorador de tecnologia e games.