Teste de durabilidade prova que novo Nokia 3310 não é tão resistente quanto seu antecessor

Quando falamos dos maiores produtos produzidos pela Nokia, o Nokia 3310 certamente está na cabeça de muitas pessoas. Graças a sua incrível construção, o aparelho ganhou a fama de ser indestrutível, virando até meme nas redes sociais. Mesmo que você não costume estar ligado nos assuntos mais relevantes que correm na rede, certamente já viu uma piada ou duas sobre a surpreendente resistência do aparelho.

Deste modo, com o lançamento do novo Nokia 3310, sem dúvidas, a resistência foi um dos pontos de maior interesse pelos entusiastas. Sendo este o sucessor do “mais resistente dispositivo móvel já feito”, era esperada um grande trabalho sobre a carcaça e construção do aparelho. Contudo, um vídeo amador disponibilizado no Youtube demonstra que a Nokia não conseguiu repetir o feito, sendo o novo dispositivo “perfeitamente comum” em questões de resistência e durabilidade.

Os testes realizados contaram com o uso de um estilete de grande profundidade, que foi o suficiente para arruinar a tela e a carcaça, sem muito esforço. Além disto, com a ferramenta foi possível retirar completamente a lente e as letras do logo da marca, sem esforço. O testador utilizou também de objetos mais simples, como uma chave, demonstrando a fragilidade da carcaça.

Certamente, o Nokia 3310 não é exatamente uma atualização para aqueles que amavam as principais características do modelo original. Por apenas €59, o dumbphone pode ser uma opção interessante para usuários que demandam um dispositivo para utilização de um chip extra, ou até mesmo para colecionadores e saudosistas. Mas certamente, sua proposta individual não agrega nenhum valor extra ao mercado.

Via.

 

Sobre André Portella

Estudante de TI, viciado em música, adorador de tecnologia e games.