Trocar display trincado pode virar coisa do passado com uma nova descoberta de japoneses

Já vimos um caso que dizia que a Motorola estaria projetando um Smartphone de display diferenciado de tudo que já vimos, onde traria um material em vidro de polímero, que automaticamente se repara/repõe os danos causadas por uma queda, por exemplo. Agora, pesquisadores em Tóquio descobriram acidentalmente um novo polímero que de fato se cura, potencialmente liderando o caminho para um futuro de telas de auto-recuperação.

O estudo foi publicado em Science por uma equipe de pesquisadores liderada pelo professor Takuzo Aida da Universidade de Tóquio. Intitulado “Polímeros mecanicamente robustos e prontamente reparáveis ​​através de reticulação não covalente adaptada”, a pesquisa promete polímero de vidro chamado “poliéter-tiourereas” que pode curar-se com apenas pressão manual. Isso torna diferente de outros materiais que precisam de calor alto para curar-se de uma ruptura.

Alguns pesquisadores se pronunciaram e disse:

“A alta robustez mecânica e a capacidade de cura tendem a ser mutuamente exclusivas”. “Na maioria dos casos, o aquecimento as altas temperaturas, na ordem de 120 graus Celsius ou mais, para reorganizar suas redes reticuladas é necessário para que as porções sejam reparadas”.

De acordo a alguns relatos, o polímero de vidro especial foi descoberto por engano por um estudante de pós-graduação, Yu Yanagisawa, que achava que o material se tornaria um tipo de cola. Ele descobriu que as bordas cortadas do polímero ficariam entre si e formaram uma folha forte depois de serem comprimidas manualmente a 21 graus Celsius. Avanços como este podem ajudar a tornar reparos de telas quebradas uma coisa do passado.

Via / Via

Sobre Uanderson Conceição

Chief executive officer (CEO) na empresa Meu-Smartphone. Youtuber, adora praticar Downhill Mountain Bike, entusiasta da natureza e acredita soberanamente em Deus.