Windows 10 em PCs poderá detectar e desativar jogos piratas!

Windows-10

Com o lançamento do Windows 10, as políticas do acordo de serviços da Microsoft entram em vigor em 1 de Agosto.

Depois de acalmar a situação de choque e atualizações em massa, agora entra outras questões que geraram um debate considerável quanto às políticas de dados por parte de Redmond e, neste caso, não é de admirar, uma vez que agora o Windows 10 irá detectar se o seu software é pirata e desativa-lo.

Na Cláusula 7 do contrato de serviços Microsoft , podemos encontrar as seguintes informações:

Podemos verificar automaticamente a versão do seu software , uma vez que é necessária para fornecer os Serviços. Você também pode baixar no computador automaticamente , sem nenhum ônus para você, atualizações de software ou alterações nas definições de configuração, melhorar e desenvolver os Serviços, incluindo aqueles que impedem o acesso aos Serviços, reproduzir jogos falsificados dispositivos periféricos ou uso do hardware não autorizado .

O Windows 10 será executado em uma série de dispositivos, como PCs, Xbox One, smartphones, HoloLens entre outros. Portanto, não podemos afirmar que se na cláusula, os termos de acordo se referem ao console da Microsoft ou se também abrange o território de computadores.

O EULA (End User License Agreement) deve ser um acordo de fusão no qual a Microsoft deve observar a lógica para evitar discrepâncias que são encontradas nas condições de serviço do Windows 10 para qualquer dispositivo. Por  esta razão, não a posição precisa da Microsoft sobre softwares piratas que são instalado em nossos computadores com o Windows 10 .

Via: WPA

Sobre Uanderson Conceição

Chief executive officer (CEO) na empresa Meu-Smartphone. Youtuber, adora praticar Downhill Mountain Bike, entusiasta da natureza e acredita soberanamente em Deus.