Windows Store: Microsoft mostra o potencial da nova loja de apps

Windows-store-mobile-desktop

O Windows Phone sem dúvida sempre foi um sistema fantástico. Totalmente diferente do que todos estavam acostumados (e até entendiados), com uma proposta de uso nova, com elementos visuais nunca vistos, em seu primeiro momento o sistema chamou muita atenção. Porém, com o decorrer do tempo, vimos as pessoas se afastando do sistema por terem tido uma experiência abaixo do esperado. Alguns indicavam dificuldade em aprender à usa-la, reclamavam da falta de similaridade aos sistemas que passaram, outros se frustravam pela falta de alguns recursos, mas a grande maioria saiu por falta de APPS.

E desde o Windows Phone 7, esse tem sido o maior desafio da Microsoft: atrair os desenvolvedores. Sim, o sistema precisava e ainda precisava evoluir suas capacidades e sua experiência de uso, porém a falta de alguns apps populares ou a falta da qualidade de alguns presentes tem sido a maior impasse entre o sistema e os novos usuários.

Pensando nisso, o Windows 10 veio com a proposta de reverter a situação. A própria Microsoft chegou a afirmar que o sistema para computadores foi pensando que pudesse auxiliar o crescimento da sua versão Mobile, seguindo passos diferentes do que foi feito com o Windows 8, agora os apps universais conseguem unificar a experiência e fazer com que o a Windows Store não seja apenas uma loja de um sistema emergente no mercado e sim um centro que conecta todas as plataformas Windows, tendo assim o alcance de um publico com potencial a passar a marca de 1 bilhão.

Muitos ficaram céticos com a eficacia do plano, Todd Brix, gerente geral da loja de aplicativos Windows, informou no blog da empresa que o seu plano já alcançou algum sucesso inicial:

A adoção do Windows 10 ultrapassou 75 milhões de dispositivos em 192 países dentro de seu primeiro mês de disponibilidade e já estamos vendo uma mudança na forma como as pessoas se envolvem com a Windows Store e os conteúdos que encontram lá …

Mais pessoas estão atualizando para o Windows 10 e a Windows Store é visitada todos os dias. E eles não são apenas “olhando a vitrine”. O usuário comum do Windows 10 está baixando seis vezes mais aplicativos do que os usuários comuns no Windows 8 .

Em resumo, isso indica que os 75 milhões de usuários no Windows 10 são mais eficazes em seu impacto sobre os desenvolvedores de aplicativos do que os 450 milhões de usuários do Windows 8, lembrando que esses números já devem ser bem maiores no momento. Obviamente, os usuários mais ativos podem tem um uso ainda mais intenso da loja o que mostra um numero incrível para um sistema novo no mercado.

windows10

A Microsoft atribui o sucesso também as recomendações da Cortana (não presentes aqui no Brasil ainda), O Windows Spotlight, o Menu Inciar, a nova central de ações e ao navegador Edge. A empresa ainda visa diminuir cada vez mais as barreiras e facilitar o trabalho dos desenvolvedores com o Windows Bridge e também abrir a possibilidade de pagamento de apps e compras in-apps com saldos de operadoras, tornando a monetização dos apps melhor e atraindo mais desenvolvedores.

Os esforços da empresa de Redmond devem começarem a refletir ao fim desse ano e o inicio do próximo, onde a maioria dos apps que começaram a ser desenvolvidos deveram estar desembarcando na loja de apps. Graças a magia dos Apps Universais, podemos esperar também por diversos apps novos para os smartphones, que devem principalmente ser os mais beneficiados.

Fonte: WMPU

Sobre André Portella

Estudante de TI, viciado em música, adorador de tecnologia e games.