Xiaomi está bloqueando seus celulares com Anti-Rollback; entenda!

A Xiaomi está começando a implementar o Anti-Rollback em seus últimos updates para seus smartphones. Anteriormente ficamos sabendo que a companhia bloqueou por definitivo aparelhos com ROM chinesa, impedindo que usuários pudessem fazer a troca da ROM para a Global. Agora, a empresa está implementando mais bloqueios.

Acontece que nesses últimos updates, a Xiaomi incorpora um tipo de bloqueio que impede o usuário de reverter a versão, ou seja, não tem volta. Exemplo: você atualiza da MIUI 10 para a MIUI 11 e já era, se atualizar não tem volta. Mas até aí tudo bem, não é?

O ponto é que, nessa implementação vai o MI AUTH obrigatório e funciona como uma linha de código dos servidores chineses que aplica um bloqueio para impedir a mudança de ROM. Assim, para recuperar um aparelho brickado ou em loop infinito é necessário pedir autorização para o suporte Xiaomi, assim como acontece quando precisamos solicitar o desbloqueio de bootloader.

Ao que parece, os celulares mais antigos da marca ainda não receberam tal bloqueio, provavelmente por conta da versão da MIUI que é ainda limitada.

Como isso pode me atingir?

Bom, o problema maior fica para os donos de assistências e pessoas que possuem conhecimento avançado e costuma consertar seus celulares em casa mesmo. No final das contas, todos nós podemos ser penalizados, pois aparentemente a Xiaomi não está dando essa autorização, pelo menos não ainda.

A melhor solução neste momento seria não ativar com sua conta o Mi Cloud (anti-furto) a sua conta Mi no aparelho. No entanto, desativando esse recurso, seu celular estaria desprotegido e não seria possível rastreá-lo se perdido ou roubado.

Veja um vídeo explicativo

Sobre Uanderson Conceição

Chief executive officer (CEO) na empresa Meu-Smartphone. Youtuber, adora praticar Downhill Mountain Bike, entusiasta da natureza e acredita soberanamente em Deus.